Mulher é presa por envolvimento na morte de casal em Coruripe; Espirito teria ordenado o duplo homicídio

COMPARTILHE
Por: AlagoasWeb  Data: 23/08/2022 às 15:45
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Reprodução

Novas informações surgiram e mais uma pessoa foi presa pela morte do casal de jovens Leandra Bento da Silva, de 22 anos, e seu companheiro Jenilson da Silva Oliveira, de 21. De acordo com as novas informações, as vítimas foram mortas a golpes de faca.

Nas últimas horas, a polícia prendeu a mulher do autor material do crime, José Marcos, vulgo Kinha, responsável por esfaquear e matar o casal de jovens em um canavial, na Zona Rural do município, reveja: Corpos crivados de balas são encontrados em canavial na Zona Rural de Coruripe

As novas informações apontam o envolvimento direto da mulher de José Marcos no duplo homicídio. De acordo com informações da polícia, a mulher contou que ouviu vozes de espíritos, depois de saber que os jovens teriam feito macumba para separar ela do marido.

As supostas vozes teriam ordenado a morte do casal, “passaram o dia (domingo) juntos, bebendo, antes de saírem para um rolê, quando as vítimas foram levadas até o canavial e mortas”, esclareceu a reportagem do AlagoasWeb um militar que acompanhar o caso.

Leandra Bento da Silva e seu companheiro Jenilson da Silva Oliveira

Veja mais
Tio é preso como principal suspeito na morte de casal em Coruripe

Ainda segundo as informações colhidas pela polícia, ao chegar no local designado para a morte dos jovens, ‘Kinha’ esfaqueou Jenilson duas vezes no pescoço, mas não tinha intenção de matar a ‘sobrinha’, entretanto, sua mulher teria lhe dito que o ‘trabalho’ deveria ser completo e nenhum dos dois poderia sobreviver. O homem então esfaqueou Leandra com um golpe no pescoço.

Segundo informações da polícia, José Marcos (Kinha) já responde por um crime de homicídio, ele permanece preso na Regional Penedo, para onde sua companheira foi levada na manhã desta terça, dia 23.

No desenrolar do caso, a polícia descobriu que o casal de jovens morou com os acusados no Distrito Luziapolis, em Campo Alegre e sempre mantiveram um bom relacionamento. Atualmente Jenilson e Leandra residam no Povoado Pescoço, Zona Rural de Penedo. Até o final da tarde de ontem os corpos do casal permanecia no IML de Arapiraca.