Veja 7 novidades que devem chegar ao WhatsApp em 2022

COMPARTILHE
Por: Oficina da Net  Data: 04/02/2022 às 11:03
Fonte de Imagem: Oficina da Net

Durante o ano de 2021, o WhatsApp sofreu duras críticas após anunciar uma nova política de privacidade para seus usuários. A polêmica ganhou tanta força que diversos usuários deixaram o aplicativo para trás, a fim de embarcar em novas alternativas, como o Telegram e o Signal. De toda forma, isso não foi o suficiente para o WhatsApp perder a sua popularidade em todo o mundo. Para continuar assim, algumas novidades devem ser anunciadas em 2022.

Neste artigo, listamos os recursos mais esperados para o decorrer deste ano e que devem atender uma comunidade considerável de usuários, desde recursos mais simples como reações a mensagens (que já podemos encontrar no Telegram, por exemplo), até novidades mais elaboradas como o suporte a criptomoedas e transcrição de áudios.

1. Reações a mensagens

Já disponível em serviços rivais, como o Telegram, a opção de reagir a mensagens ainda não chegou ao WhatsApp. Esse recurso estava previsto para chegar em agosto passado, mas ainda não houve nenhuma novidade neste sentido. Essa função permitirá reagir de forma rápida a qualquer mensagem recebida nas conversas, utilizando um emoji, assim como já acontece em outros apps do seu universo, como no Facebook Messenger, Instagram e iMessage.

2. Múltiplos dispositivos

Ainda em fase beta, a função de utilizar múltiplos dispositivos pode finalmente chegar na versão oficial do WhatsApp. Isso foi sugerido graças ao vazamento de uma versão 2.0 do recurso, onde agora é possível adicionar mais um aparelho móvel na mesma conta. Com a mesma conta em diferentes aparelhos, o usuário não precisaria mais se preocupar em manter o dispositivo original sempre conectado a internet.

Ao vincular o seu segundo dispositivo móvel pela primeira vez, o aplicativo vai sincronizar o histórico de bate-papo por meio dos servidores da plataforma. Depois disso, sempre que o app for aberto, as mensagens são baixadas automaticamente para manter os dois aparelhos sincronizados.

3. Atalho para respostas rápidas

Outra função que permitirá a interação a mensagens de forma mais rápida é o atalho de mensagens prontas, como já existe atualmente na versão Business do aplicativo. A função, ainda sem previsão para chegada oficial, já está sendo testada na versão beta do WhatsApp para Android e iOS.

A ideia é substituir o antigo atalho “/” com mensagens rápidas para enviar pelo aplicativo, recurso muito útil para quem faz negócios pelo mensageiro e que geralmente conversa com muitas pessoas todos os dias.

4. Comunidades

No artigo que fizemos esta semana com os principais recursos que faltam no WhatsApp, mas já estão presentes em alternativas concorrentes, uma das opções mais comentadas é a criação de Comunidades. Ao que tudo indica, esse recurso já está em desenvolvimento e deve funcionar da mesma forma dos canais do Telegram, por exemplo.

As comunidades poderão ser criadas para um objetivo geral e pequenos grupos para objetivos específicos. Por exemplo, uma comunidade é criada para uma disciplina da escola ou faculdade, onde estarão vinculados grupos menores das turmas, permitindo um maior controle de gerenciamento dos administradores.

5. Criptomoedas

Depois da função de transferências bancárias, o WhatsApp estuda a implementação de criptomoedas ao aplicativo. Ao que se sabe, já existe uma parceria com a Novi — carteira digital do Facebook, que permitirá o envio e recebimento de criptoativos direto do app. O recurso deve ser disponibilizado primeiro aos usuários dos Estados Unidos, mas a empresa já pensa em expandir para os demais países e regiões, se o feedback for positivo nesta primeira onda de testes.

6. Administradores poderão deletar mensagens

Não é de hoje que usuários da plataforma pedem a função de administradores de grupos conseguirem deletar mensagens de outros usuários. Até o momento, não existe nada oficial, mas é possível que esse recurso finalmente chegue ao WhatsApp em 2022, contando que um vazamento mostrou a função em funcionamento.

Além da opção de deletar mensagens de outros usuários, a empresa pretende aumentar os poderes dos administradores de grupos de uma forma geral, o que pode aumentar a moderação nos grupos na plataforma.

7. Transcrição de áudios

A função de transcrever áudios é muito pedida por uma grande quantidade de usuários, mas também muito polêmica. Seu objetivo nada mais é que conseguir transcrever as mensagens que são enviadas ou recebidas por áudio. O problema é que seu funcionamento vai depender de servidores para conseguir identificar o que está sendo dito e em seguida reservar esse texto para ser lido novamente em outros momentos.

Segundo especialistas, isso pode comprometer a privacidade do usuário, já que suas mensagens não estarão alocadas apenas no seu celular. Insistindo que a função não fere a privacidade dos seus usuários, ao que tudo indica, a plataforma já está desenvolvendo esse recurso, que deve dar as caras primeiro nos aparelhos iOS, onde poderão utilizar o reconhecimento de fala do dispositivo.