Tirullipa é investigado por suposto crime contra economia popular e associação criminosa

COMPARTILHE
Por: Correio 24 Horas  Data: 15/07/2022 às 10:21
Fonte de Imagem: Reprodução

De um lado, Deolane Bezerra. Do outro, Tirullipa. Ambos são investigados por suposto crime contra economia popular e associação criminosa, que configura lavagem de dinheiro. Tudo ocorreu na noite desta quinta-feira (14). 

O humorista recebeu a polícia em sua mansão no condomínio Alphaville, em São Paulo. De acordo com a assessoria do influenciador, Tirulippa não tinha nenhum vínculo com a empresa, tendo feito apenas uma ação publicitária no ano passado.

“Em atenção ao que vem sendo vinculado na mídia acerca do cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência do humorista Tirullipa, a assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra economia popular e associação criminosa. Além disso, não configura como investigado no inquérito”, informou Caio Sanas, advogado do humorista. 

“Em atenção ao que vem sendo vinculado na mídia acerca do cumprimento do mandado de busca e apreensão na residência do humorista Tirullipa, a assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra economia popular e associação criminosa. Além disso, não configura como investigado no inquérito”, concluiu. 

Assessoria de Tirullipa emite comunicado (Foto: Reprodução / Instagram)

Caso Deolane Bezerra
A influenciadora tomou conhecimento sobre o assunto assim que desembarcou de um avião. Na mansão da advogada, vários itens de luxo foram levados após um pedido do Ministério Público Federal, sob suspeita de lavagem de dinheiro. 

No local foram apreendidos carros de luxo, um Porsche e uma Land Rover Evoque – sendo um deles avaliado em R$1 milhão -, cadernos e agendas com anotações, notebooks, registros de contabilidade, relógios da marca Rolex e Bvulgari, além de um celular.