Sem dinheiro, família não consegue trazer corpo de trabalhador vítima de afogamento em Goiás para ser sepultado em Campo Alegre

COMPARTILHE
Por: Array / AlagoasWeb  Data: 01/01/2020 às 18:25
Fonte de Imagem: Redes sociais

Mauricio dos Santos foi sepultado ontem com a presença de um irmão

A dor de perder um ente querido está sendo maior para a família do trabalhador Mauricio dos Santos Lima, de 34 anos. O homem, natural do município de Campo Alegre, morreu na cidade de Palmeiras de Goiás, interior de Goiás.

Sem dinheiro, a família não conseguiu trazer o corpo de Mauricio para ser sepultado em sua cidade natal. “A família tentou falar com alguém da prefeitura de Campo Alegre, mas não houve retorno, ele foi sepultado ontem”, conta um amigo da vítima, lamentando a tragédia.

A morte do alagoano foi lamentada por familiares e amigos, que tentaram arrecadar dinheiro para fazer o translado, mas não conseguiram. Apenas um irmão do trabalhador esteve presente ao sepultamento.

O homem morreu afogado na segunda-feira, dia 30, após mergulhar em um lago, reveja, Alagoano de Campo Alegre morre afogado em lago no interior de Goiás.

Em contato com o Plano de Assistência Familiar Plasvida (Funerária São Luiz), o AlagoasWeb foi informado que o translado do corpo entre os dois estados, incluindo sepultamento, teria um custo de aproximadamente R$ 7 mil, através de translado aéreo.