Samu Alagoas realizou quase 700 mil atendimentos em 16 anos de história

COMPARTILHE
Por: Array / Assessoria  Data: 17/12/2019 às 15:45
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Arquivo

População conta com assistência pré-hospitalar móvel de qualidade em todo o Estado

Os alagoanos contam, desde 16 de dezembro de 2003, com os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para os casos que em que precisem de uma assistência pré-hospitalar móvel. Em 16 anos de funcionamento, as duas Centrais de Regulação, em Maceió e em Arapiraca, atenderam 690.978 pessoas.

Esses atendimentos foram feitos nos 102 municípios alagoanos, pelas equipes das duas Centrais, em conjunto com as 35 bases descentralizadas, que estão espalhadas por todo o Estado. As principais ocorrências atendidas diariamente pelos médicos, enfermeiros, condutores socorristas e técnicos de enfermagem do Samu Alagoas envolvem acidentes de trânsito, ferimentos por arma branca e por arma de fogo e afogamentos.

Também foram atendidas vítimas de queimaduras, casos obstétricos, tentativas de suicídio, casos clínicos, como suspeitas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), suspeitas de infarto agudo do miocárdio e as transferências inter-hospitalares. Para Marcos Ramalho, supervisor do Samu Alagoas, a instituição vem crescendo a cada ano, com investimentos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Desde 2018 toda a frota de ambulâncias do Samu foi renovada; Samu Aeromédico agiliza o socorro às vítimas de acidentes (Carla Cleto)

“Todos os alagoanos sabem que podem contar com os serviços do Samu, ainda mais depois das aquisições feitas pelo Governo do Estado, como a renovação da frota de ambulâncias e de motolâncias, além de a manutenção e custeio do helicóptero do Samu Aeromédico. É com essa estrutura que conseguimos garantir mais qualidade no atendimento e cobrir 100% do território alagoano”, disse o supervisor.

A frota de viaturas do Samu Alagoas é composta por 56 ambulâncias, divididas em Unidades de Suporte Básico (USBs) e Unidades de Suporte Avançado (USAs), nove motolâncias e o Samu Aeromédico, sendo Alagoas o único Samu do Nordeste a possuir uma aeronave exclusiva para resgate.

Desde 2018 toda a frota de ambulâncias do Samu foi renovada; Samu Aeromédico agiliza o socorro às vítimas de acidentes (Carla Cleto)

Rádio Digitais – Segundo Marcos Ramalho, este ano também foi feita a aquisição de rádios digitais para melhorar a comunicação entre as equipes que ficam nas centrais de regulação e os socorristas que estão nas ambulâncias.

“Além de todos os materiais adquiridos, a Sesau comprou novos macacões e botas para todos os servidores que estão diariamente nas ruas atendendo os alagoanos. Novos manequins foram adquiridos para o Núcleo de Educação Permanente, espaço dedicado para os socorristas serem capacitados, mantendo o nível de excelência e padrão na assistência prestada à população”, destacou o supervisor.

Bases Descentralizadas – A Central de Maceió é responsável por coordenar 16 Bases Descentralizadas, localizadas na I Macrorregião de Alagoas. As Bases Descentralizadas estão localizadas em União dos Palmares, Viçosa, São Miguel dos Campos, Porto Calvo, Coruripe, Joaquim Gomes, São Luiz do Quitunde, Maragogi, Teotônio Vilela, Rio Largo, Murici, Marechal Deodoro, Barra de Santo Antônio, Colônia Leopoldina, São Miguel dos Milagres e Atalaia.

As Bases Descentralizadas pertencentes à Central de Arapiraca são Penedo, Ouro Branco, Delmiro Gouveia, Pão de Açúcar, Santana do Ipanema, Palmeira dos Índios, Cacimbinhas, Maribondo, Porto Real do Colégio, Campo Alegre, Mata Grande, Girau do Ponciano, São Sebastião, São José da Tapera, Inhapi, Piranhas, Olho D´Água do Casado, Batalha e Traipu.