Retrospectiva Saúde: Samu atendeu mais de 55 mil pacientes em Alagoas este ano

COMPARTILHE
Por: Ascom Sesau/AL  Data: 31/12/2021 às 19:38
Fonte de Imagem: AlagoasWeb

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas trabalha ininterruptamente para salvar vidas. Ao longo de 2021, este trabalho resultou no registro de 55.608 atendimentos nas centrais Maceió e Arapiraca, que além da própria frota de veículos, regulam outras 35 Bases Descentralizadas no interior do Estado. Este número representa uma média de 152 atendimentos por dia.

Dentro dos bons números do ano, está o programa AVC Dá Sinais, que foi lançado pelo governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, no mês de agosto. O projeto colocou à disposição dos alagoanos uma rede de assistência para a doença, que inclui, entre diversas unidades de saúde, o Samu Alagoas. Desde que foi lançado, o Samu já realizou 81 atendimentos de pacientes com este quadro, que é a segunda maior causa de mortes no Brasil, segundo o Ministério da Saúde.

Esta iniciativa é pioneira no país e torna Alagoas o primeiro Estado a dispor de uma rede de cuidados específica para o problema. Através do aplicativo de telemedicina Join, profissionais de diversas áreas analisam os melhores tratamentos para cada caso, agilizando o atendimento, podendo reduzir quase totalmente as sequelas.

Já no Serviço Aeromédico do Samu, onde um helicóptero é utilizado para resgate ou transferência de pacientes, Alagoas segue como o único Estado do Nordeste a contar com a aeronave exclusiva para salvamento. Este ano, o Serviço Aeromédico foi utilizado 286 vezes, diminuindo o tempo resposta nos atendimentos e reduzindo ao máximo os danos permanentes dos pacientes.

De acordo com o supervisor do Samu Alagoas, Claubiano Moura, a pandemia de Covid-19 foi outro desafio ainda maior para superar em 2021. “A onda de contaminação pelo novo coronavírus foi mais intensa este ano, mas com o avanço da vacinação, conseguimos controlar agora no segundo semestre”, explicou o supervisor.

Este ano, foram 7.067 casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 atendidos pelo Samu em Alagoas, quase 20% a mais em relação a 2020, quando foram registrados 5.896 casos.

Capacitação – Ao longo do ano, o Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Samu Alagoas realizou ainda 20 cursos de capacitação, entre os próprios servidores, com instituições parceiras e estudantes de medicina e enfermagem no início dos períodos de estágio. Ao todo, foram 495 pessoas capacitadas em mais de 380 horas de aula.

Para o médico Kesley Garcia, coordenador do NEP, a programação do setor para 2022 tende a ser ainda mais extensa. “Este ano sofremos muito com a pandemia, então nosso cronograma ficou comprometido. O objetivo para o ano que vem é ter um calendário de atividades mais intenso para capacitar ainda mais os nossos socorristas e deixá-los sempre atualizados”, ressaltou o coordenador.

Quando acionar o Samu – O serviço, que funciona 24h por dia, deve ser acionado sempre através de ligação gratuita para número 192. O Samu atua em ocorrências com vítimas de acidentes de trânsito, quedas da própria altura, ferimentos por arma branca e por arma de fogo, quedas de altura, afogamentos, engasgos e queimaduras.

O serviço também pode ser acionado para atender casos obstétricos, casos de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Covid-19 com quadros suspeitos ou confirmados. Por meio do telefone 192 também é possível solicitar assistência para pacientes em surto psiquiátrico.