Prefeito eleito de São Miguel dos Campos manda arrancar escultura que homenageava folclorista miguelense

Atitude repercutiu em Alagoas e provocou revolta em pessoas ligadas a Cultura

COMPARTILHE
Por: AlagoasWeb  Data: 04/01/2021 às 20:05
Fonte de Imagem: RS
Atitude repercutiu em Alagoas e provocou revolta em pessoas ligadas a Cultura

Depois de passar o dia visitando prédios público e identificando problemas a serem resolvido na cidade, o prefeito eleito de São Miguel dos Campos, George Clemente (MDB), encerrou seu primeiro dia de mandato com uma ordem que provocou revolta na população miguelense e repercutiu em todo o Estado de Alagoas.

O novo gestor do município mandou arrancar, com um maçarico, a escultura que homenageava a folclorista Nair da Rocha Vieira, popular Nair da Bertina, criadora da Taieira Miguelense.

A dança típica de São Miguel dos Campos, estava esquecida a anos e foi relembrada na gestão do prefeito Pedro Ricardo Jatobá (Pedoca), que como forma de homenagear a cultura e a folclorista, ergueu uma estátua em sua lembrança.

“Saiu a marreta entrou o maçarico, o que mais ele vai derrubar na cidade?”, escreveu uma internauta no vídeo da postagem que já ganhou as redes sociais.

A atitude do prefeito repercutiu em grupos de Whatzapp ligados a Cultura em Alagoas e um representante da classe escreveu, “ignorância, pura ignorância do prefeito de São Miguel dos Campos”.

Outras mensagens rechaçando a ordem do prefeito estão circulando em postagem no Facebook e Instagram.

O AlagoasWeb tentou contato com o secretário de Cultura e Comunicação do município, André Vieira, mas, até a publicação da notícia, ele não respondeu as mensagens.

Uma pessoa ligada a gestão falou por telefone com a reportagem e disse que a atitude foi precipitada e sem motivos, “supomos que tenha sido alguma ‘promessa’ de campanha, mas isso é uma coisa sem logica alguma, não existe motivos para isso”, disse, e pediu para que seu nome não fosse citado.

Nair é vista na história de Alagoas como a ‘Baronesa Negra de São Miguel por Grandeza’, pelo fato de ser neta do Barão de São Miguel, título nobiliárquico que é passado de gerações pra gerações. Nair da Rocha faleceu em 16 de junho de 1992.