Polícia Federal alerta sobre novo golpe que mistura WhatsApp, PicPay e Pix

COMPARTILHE
Por: Olhar Digital  Data: 09/08/2022 às 11:44
Fonte de Imagem: PF

A Superintendência Regional da Polícia Federal em Pernambuco emitiu um alerta, nesta segunda-feira (8), sobre um novo golpe. Os criminosos estão utilizando o WhatsApp, fingindo ser o aplicativo de serviços financeiros PicPay, com a promessa de R$ 200 pelo Pix.

De acordo com a PF, os golpistas enviam um link malicioso para as vítimas pelo mensageiro, se passando pelo app de carteira digital. Na mensagem, eles oferecem uma suposta promoção que dá R$ 200 de prêmio, pelo Pix, por ser aniversário do PicPay a quem responder às perguntas e compartilhar o link com os amigos.

A Polícia Federal divulgou a mensagem utilizada pelos criminosos na íntegra. O conteúdo do texto não foi alterado para a reprodução abaixo:

Participe e Ganhe! Em comemoração ao nosso Aniversário, preparamos algo diferente, e quem ganha presente é você! Preparamos um Quiz muito divertido, chegue até o final do Quiz e receba um Pix de R$ 200 reais! 98.971 Pessoas participando agora … 37.035 Pessoas Receberam R$200 no Pix há 5 minutos …

Pergunta 1 de 4: Esta promoção é em comemoração ao.. ? Páscoa Aniversário – PicPay – Dia Das Mães
Pergunta 2 de 4: Quantos anos você tem ? 18-29 – 30-39 40 – 49 50+
Pergunta 3 de 4: Você já é cliente PicPay? Como você nos avaliaria ? Bom – Muito Bom – Mediano – Não Gosto
Pergunta 4 de 4: Você nos indicaria para amigos ou familiares ? Com Certeza! Não

Depois que a vítima responde às perguntas, outra mensagem é recebida. O texto, também reproduzida abaixo na íntegra, contém diversos erros gramaticais:

Parabéns você ganhou! Você ganhou R$200 Reais via PIX! Para receber via PIX siga os passos abaixo! Clique no botão “Whatsapp” abaixo, selecione 4 grupos do whatsapp e envie. Envie nossa promoção de aniversário para seus amigos ou grupos até que a barra abaixo esteja completa. Após enviar volte para essa página para continuar com seu Pix. Assim que você completar a barrinha, clique em Receber Pix Agora! Compartilhamento repetidos nos mesmos grupos/contatos não serão aceitos pelo sistema! Nosso sistema verificar se houve o compartilhamento, por tanto não burle, para não perde o Pix! Para dar veracidade a mensagem, os golpistas exibem também relatos falsos em redes sociais de supostas pessoas que já receberam os R$ 200 reais via pix.

“Todo o modus operandi (mensagem chamativa + site com domínio estranho (russo) + quiz genérico + pedido de compartilhamento) denota um golpe muito parecido com tantos outros. Com o intuito de roubar dados (às vezes com softwares maliciosos nas páginas), golpistas criam a promoção falsa como isca”, destacou a Polícia Federal, em nota.

O órgão ainda citou que a tal barra a ser preenchida, quando a vítima compartilha a fraude com os contatos, pode instalar um malware no celular. Assim, diversas informações do usuário são passadas para os cibercriminosos, como dados pessoais e bancários.

“Quando as vítimas se dão conta, são surpreendidas com empresas e contas em seu nome que não fizeram e dívidas que não contraíram. Eles podem até mesmo bloquear totalmente o celular instalando um programa (ransomware), deixando-o inoperante até que se pague uma quantia em dinheiro para que bandido forneça uma senha de desbloqueio do smartphone”, emenda o comunicado da PF.

Caso alguém tenha sido lesado pelo golpe, a Polícia Federal orienta a vítima a procurar a Polícia Civil. É preciso ir até a delegacia mais próxima e registrar um boletim de ocorrência, com as provas da fraude, como capturas de tela (prints) do WhatsApp, áudios e histórico de ligações. A prática configura crime de estelionato.

Confira dicas da Polícia Federal para se proteger de golpes virtuais:

  1. Ao receber uma mensagem deste tipo pelo WhatsApp, desconfie sempre antes de clicar nos links. Melhor apagar e não clicar.
  2. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos – você pode estar sendo usado por bandidos para espalhar o golpe e prejudicar outras pessoas, inclusive seus parentes.
  3. Cuidado com o imediatismo de mensagens tais como: “agendamentos liberados até hoje”, “último dia para o saque”, “urgente” ou “não perca essa oportunidade”. Quase sempre, tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não averiguem a veracidade do conteúdo nas páginas e órgãos oficiais.
  4. Certifique-se no site oficial da empresa ou órgão governamental sobre a veracidade do que está sendo oferecido, principalmente quando se tratar de supostas promoções, ofertas de dinheiro, brindes, descontos ou até promessas de emprego.
  5. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo WhatsApp, tais como: senha de bancos, cartão de crédito, dentre outros. Isso só deve ser feito em sites oficiais dos bancos.
  6. Ao entrar em qualquer página, verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo da página – isso atesta que sua conexão não foi interceptada e que o site está criptografado para impedir golpes.
  7. Links que levem direito ao cadastro tem que ter o HTTPS, onde o “S” corresponde a uma camada extra de segurança;
  8. Instale um bom antivírus em seu celular ou computador e tenha o sistema operacional do seu celular e computador atualizados.
  9. Caso seu celular tenha sido invadido por programas maliciosos, seus dados pessoais estão fragilizados e sua vida financeira está correndo riscos – por isso se faz necessária a análise por parte de uma especialista em informática para que medidas de segurança sejam adotadas.