Polícia Civil prende homem que estuprou a sobrinha de 10 anos em Alagoas

COMPARTILHE
Por: Ascom PC/AL  Data: 07/01/2022 às 11:10
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Arq

A Polícia Civil de Alagoas, por meio da equipe da Delegacia do 62º Distrito Policial de Craíbas, coordenada pelo delegado Guilherme Martim Iusten, deu cumprimento no final da tarde desta quinta-feira (06), ao mandado de prisão preventiva contra um homem, de 39 anos de idade, no Centro da cidade, em razão do processo por estupro de vulnerável que tramita na 1ª Vara da Infância da Comarca de Arapiraca.

O fato aconteceu no dia 18 de outubro de 2018, na Rua Manoel José Oliveira, em Craíbas, onde o acusado, tio da vítima, de 10 anos de idade, entrou no quarto da criança despido e obrigou a vítima a também se despir.

Em seguida, segundo foi apurado, passou os órgãos genitais dele nas pernas da vítima e a beijou, tocando em suas partes íntimas e seios, tudo presenciado pela irmã da menina, outra criança de apenas sete anos de idade.

O inquérito policial apurou que os abusos sexuais vinham acontecendo há alguns anos, no período da noite, nos dias em que o acusado ia da cidade de Taquarana para a residência de sua mãe, avó materna da vítima, em Craíbas, local onde a criança também residia.

Em meados do mês de outubro de 2018, a criança chegou à escola bastante assustada, nervosa e chorando, contando a uma colega de sala, que fora abusada sexualmente pelo acusado.

Também consta no inquérito um vídeo onde a criança relata espontaneamente, com riqueza de detalhes, como se davam as sessões de estupro e toda forma de violência sexual pela qual passou.

Na época, os profissionais da escola encaminharam a notícia ao Conselho Tutelar do município de Craíbas e a vítima foi levada para a Polícia Civil, onde foi ouvida e, depois, submetida ao exame de conjunção carnal no Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.

O delegado Guilherme Iusten enalteceu o trabalho da equipe do 62º DP de Craíbas, bem como ao apoio do delegado Mário Jorge Barros, gerente de Polícia Judiciária da Área 3, do delegado-geral Carlos Alberto Reis e do secretário de Segurança Pública, Dr. Alfredo Gaspar.