PF deflagra fase ostensiva da Operação Download III contra pornografia infanto-juvenil

COMPARTILHE
Por: Array / Ascom PF/AL  Data: 03/10/2019 às 11:55
Fonte de Imagem: PF/AL

A Polícia Federal em Alagoas deflagrou, na manhã de hoje (03), fase ostensiva da Operação ‘Download 3’, que investiga o armazenamento e o compartilhamento de arquivos contendo pornografia infanto-juvenil através da Internetcom. O objetivo da ação é dar cumprimento a um mandado de busca e apreensão, na cidade de Maceió, expedido pela Justiça Federal de Alagoas.

As investigações foram iniciadas em junho de 2019, com a instauração de inquérito policial, destinado a investigar o armazenamento e compartilhamento pela Internet de arquivos contendo pornografia infanto-juvenil por usuários localizados no Brasil, incluindo Alagoas.

No local do cumprimento do mandado, a PF apreendeu um aparelho com suspeita de armazenar arquivos contendo material de pornografia infanto-juvenil. O material foi encaminhado ao Setor Técnico Científico para análise e elaboração de laudo pericial pertinente.

Todo material será juntado ao inquérito policial instaurado na Superintendência Regional da Polícia Federal em Alagoas.

A Operação Download 3 contou com a participação de dez policiais federais e do Grupo de Repressão a Crimes Cibernético da Polícia Federal em Alagoas.

A Polícia Federal esclarece que o armazenamento ou o compartilhamento de fotografias, vídeos ou qualquer outro registro de imagem que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente são circunstâncias tipificadas como crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90). As penas para esses crimes podem chegar a até 6 (seis) anos de prisão.