Para quem trabalha sentado, caminhar por 2 minutos diminui a glicose no sangue

COMPARTILHE
Por: Canal Tech via Sports Medicine/NYT    Data: 10/08/2022 às 12:23
Fonte de Imagem: Ilustração

Para entender como níveis leves de atividades física podem melhorar a saúde das pessoas, uma equipe de cientistas irlandeses investigou o impacto de se levantar ou de caminhar entre 2 a 5 minutos, após um período sentado. A conclusão é que simplesmente sair da posição sentada pode reduzir os níveis de glicose no sangue e, potencialmente, melhora o quadro de pacientes com diabetes. No caso de quem caminha, a atividade também impacta a concentração de insulina.

Publicado na revista científica Sports Medicine, a revisão sistemática — investigação que compara resultados obtidos por outros estudos — sobre o impacto de caminhadas curtas na taxa de glicose no sangue foi liderada por pesquisadores da Universidade de Limerick, na Irlanda. No total, sete pesquisas foram analisadas pelo grupo.

“Evidências crescentes destacam que acumular tempo sentado em sessões prolongadas é prejudicial à saúde cardiometabólica”, adiantam os autores sobre a importância de quebrar esse ciclo, mesmo que seja com pequenas intervenções de 2 a 5 minutos.

Entenda o estudo sobre o impacto das caminhadas curtas
Nos estudos, foram incluídas apenas pessoas com mais de 18 anos. Entre os participantes, eram predominantes voluntários com sobrepeso ou obesidade. Em outras palavras, a maioria deles tinha um Índice de Massa Corporal (IMC) superior a 25.

Após analisar os resultados anteriores, a equipe de cientistas explica que apenas alguns minutos de caminhada leve são suficientes para melhorar os níveis de açúcar no sangue em comparação com ficar sentado em uma cadeira de escritório ou em um sofá.

“Ficar em pé como uma interrupção para ficar sentado, de forma prolongada, reduziu significativamente a glicose pós-prandial, mas não teve efeito significativo na insulina ou na PAS [pressão arterial sistólica]. A caminhada de intensidade leve atenuou significativamente a glicose pós-prandial e insulina em comparação com continuar sentado”, detalham os autores.

Pode parecer difícil incrementar essas quebras de longos períodos sentados durante o trabalho, mas deveria não ser. Por exemplo, essas caminhadas curtas podem ser adotadas após o almoço, onde o funcionário costuma ter alguns minutinhos extras. Além disso, quando for fazer algo próximo do escritório ou da sua casa, sempre que possível se pode optar por ir caminhando.