Padre chama pobres de ‘raça miserável’ no interior de Alagoas

COMPARTILHE
Por: Array / Catraca Livre  Data: 07/02/2019 às 19:40
Fonte de Imagem: Reprodução

A providência tomada pela Igreja foi retirar o padre das atividades em Alagoas e o devolver a sua arquidiocese de origem, em Sergipe

Em um vídeo divulgado pela Paróquia Senhora Sant’Ana, o padre Givaldo Rocha de Santana chama pobres de “raça miserável”, durante festa da padroeira da cidade de Santana do Mundaú, Zona da Mata de Alagoas.

O vídeo foi postado na página da paróquia no Facebook no último dia 20 de janeiro, no dia da festa.

“Eu costumo dizer que a igreja fez a evangélica opção preferencial pelos pobres, mas pense numa raça miserável de lidar, é pobre. Com todo o respeito. Eu digo a vocês, são vocês, os pobres, que mantêm a igreja, mas quando eu digo pobre é, sobretudo, aqueles que querem somente se beneficiar. É uma vergonha!”, disse o padre em praça pública.

A Arquidiocese de Maceió disse ao “G1” que o padre foi devolvido a sua arquidiocese de origem, em Sergipe, devido ao mal-estar gerado à Comunidade.

“A Arquidiocese de Maceió comunica que o padre Givaldo Rocha de Santana, da Diocese de Propiá, em Sergipe, que exercia a função de administrador paroquial na Paróquia Senhora Sant’Ana, na cidade de Santana do Mundaú, não é *incardinado no Clero da Arquidiocese de Maceió. Portanto, o sacerdote estava no território arquidiocesano em experiência pastoral”, disse por meio de nota.