Obra de artista alagoano investiga como poderia ser o rosto de Jesus

COMPARTILHE !!
Por: Array / Veja  Data: 21/10/2019 às 19:05
Imagem: Divulgação/Veja SP

Instalação artística na Bienal Sesc_Videobrasil tem retratos de homens que se assemelhariam à figura religiosa

A Bienal Sesc_Videobrasil, em cartaz até 2 de fevereiro do ano que vem, no Sesc 24 de Maio, apresenta a instalação Procurando Jesus, do artista Jonathas de Andrade. A obra é composta por vinte fotografias, clicadas pelo alagoano em 2013, no centro da cidade de Amã, capital da Jordânia, na região do Oriente Médio.

Os retratos, distribuídos em duas paredes, que remetem a um templo, trazem rostos de vinte homens que poderiam se assemelhar à figura de Cristo. “Questiono a imagem ocidental de Jesus, normalmente representado de forma europeizada, com pele branca, olhos azuis e cabelos loiros”, explica o artista.

Há ainda na instalação opiniões de habitantes de Amã sobre os possíveis rostos de Jesus, coletadas in loco pelo artista. “Você pode ir à igreja aos domingos, ver os jovens e procurar… Assim, talvez você encontre”, disse um das pessoas ouvidas em tom crítico. Outra, que aderiu à investigação, perguntou sobre um dos rapazes fotografados: “Onde você achou esse homem?”

“A obra não se refere tanto à minha busca por Jesus, mas sim a reação das pessoas aos retratos”, afirma Andrade, que diz ter guiado suas escolhas por quão surpresa as pessoas poderiam ficar diante dos “novos rostos”, os quais refletem a multiplicidade étnica daquela região. A fim de conhecer as escolhas dos visitantes da exposição, o artista disponibiliza uma urna e papeis onde é possível deixar seu voto.