Novo simulador do INSS diz quanto será sua aposentadoria, faça o teste

COMPARTILHE !!
Por: Só Noticia Boa  Data: 19/01/2023 às 06:06
Imagem: Reprodução

O INSS, Instituto Nacional do Seguro Social, disponibilizou um simulador de aposentadoria que mostra quanto será o seu benefício, depois das novas regras de transição para a aposentadoria que começaram a valer agora em janeiro. Esse simulador também verifica se o trabalhador atende aos requisitos que devem ser considerados ao se aposentar, como o tempo de contribuição e a idade.

O Só Notícia Boa testou a ferramenta e ela é bastante prática e simples de usar. O simulador de aposentadoria pode ser acessado por aparelhos móveis, como tablets e celulares e também pelo computador. É gratuito. Mas para testar, você precisa ter primeiro um cadastro ativo no portal Gov.br.

“Todo acesso é importante. O aplicativo vai ajudar a esclarecer dúvidas dos cidadãos, além de melhorar o planejamento deles do futuro”, disse o advogado previdenciário, Vinícius Andrade, em entrevista ao Só Notícia Boa.

Passo a passo para entrar no simulador de aposentadoria
O simulador de aposentadoria é acessado através do portal Meu INSS. Para você conferir os cálculos do benefício, precisa ter uma conta ativa no portal Gov.br. Caso não tenha, clique aqui e cadastre-se gratuitamente. Veja o passo a passo:

  • Digite o número do CPF do futuro beneficiário
  • Cadastre uma senha de acesso no portal Gov.br
  • Entre no portal Meu INSS com a mesma senha
  • Clique na opção “Simular aposentadoria”e preencha os dados
  • Veja um resumo de como ficará a sua aposentadoria, de acordo com cada regra de transição.

“A melhor forma de planejar a aposentadoria com o simulador é entender qual é a melhor regra para o beneficiário e planejar o benefício sobre ela”, indicou Vinícius.

“Muitos brasileiros não planejam a aposentadoria e são pegos de surpresa com o valor do benefício. A aposentadoria é o nosso futuro e devemos nos preocupar com ela desde o momento que conseguimos nosso primeiro emprego”, conclui o advogado.

Vale lembrar que atualmente aproximadamente 37 milhões de pessoas são beneficiadas pelo INSS. Destes, 60% recebem apenas um salário mínimo.

Novas regras para 2023
O ano de 2023 começou cheio de mudanças quanto aos benefícios pagos pelo governo federal. A aposentadoria é um deles.

“As mudanças podem pode afetar a previdência social de alguns contribuintes. Entender todos os direitos que temos, favorece o nosso atendimento e também facilita qualquer processo quando formos solicitar um benefício”, reforçou Vinícius.

Ao todo, três regras de transição influenciam o tempo restante para se aposentar: a regra dos pontos, a regra da idade progressiva e a regra da redução do tempo de contribuição. O aposentado precisa saber qual delas utilizar e o simulador de aposentadoria também ajuda nesse aspecto.

Desde que a Reforma da Previdência passou a valer, em 2019, novas regras de transição são atualizadas anualmente. Agora em 2023, a dinâmica de 2022 já não valerá mais. As regras dizem que se o contribuinte se encaixar nas especificidades de qualquer uma das três, ele está apto se aposentar.

Vinícius também explicou ao Só Notícia Boa, como funcionam essas regras.

“Na primeira, a regra dos pontos, deve-se somar a idade do trabalhador ao tempo de contribuição dele. Se o valor for maior ou igual a 90, para mulheres, e 100, para homens, o segurado pode se aposentar”, disse o advogado.

Nessa primeira regra, por exemplo, se uma mulher tem 60 anos e contribui com o INSS há 35 anos, ela está apta, já que 60 + 35 = 95 pontos (e 95 ≥ 90).

“Na segunda regra, a da idade progressiva, se uma mulher com idade a partir de 58 anos tiver 30 anos de contribuição, ela também já pode se aposentar. Para os homens, é preciso ter 62,5 anos de idade e 35 anos de contribuição”, destacou Vinícius.

“Já o cálculo da terceira regra, a regra da redução do tempo de contribuição, é parecido. Nela, as mulheres com 62 anos ou mais e homens com 65 anos ou mais precisam ter pelo menos 15 anos pagando o INSS”, concluiu.