Nos pênaltis, goleiro brilha, CSA vence CRB e é campeão

Em um duelo emocionante, o Campeonato Alagoano definiu o seu campeão em 2021. Após empatarem o duelo de ida por 0 a 0, CRB e CSA voltaram a campo no Rei Pelé e o Azulão do Mutange levou a melhor. Com uma vitória por 4 a 3 nos pênaltis, o Marujo chegou ao seu 40° título. AZULÃO NA FRENTE! Após empatarem sem gols o duelo de ida, CRB e CSA iniciaram o duelo em equilíbrio. Para evitar as cobranças de penalidades, ambos os times precisavam vencer para garantir a taça. Com isso, Alvirrubro e Azulão partiram para cima um do outro. Mais objetivo nos minutos iniciais, o Marujo criou a primeira chance, mas Aylon desperdiçou. A resposta do Galo veio aos 22 minutos, quando Hyuri avançou em velocidade e chutou cruzado, acertando a trave alviceleste. Quatro minutos depois, porém, o Azulão do Mutange foi eficiente e abriu o placar. Após cobrança de escanteio, Bruno Mota apareceu na primeira trave e, de cabeça, mandou a bola para as redes. No fim da primeira etapa, Diego Torres quase empatou. EMPATE RELÂMPAGO Na volta dos vestiários, o equilíbrio se manteve e o placar logo mudou. Logo aos 2 minutos, Hyuri acertou cabeçada após cruzamento de Guilherme Romão e deixou tudo igual. Com ambos os times precisando vencer, o tento de empate voltou a deixar o jogo lá e cá. Animado com o gol de empate, o CRB quase virou em seguida, em finalização de Luidy. Dez minutos depois, Luidy voltou a invadir a zaga do CSA após grande jogada. Na finalização, no entanto, o atacante deixou a desejar e protagonizou um lance bizarro. Após a chance criada e desperdiçada, o jogo caiu de ritmo. Com o placar igualado e os minutos finais chegando, ambos os times se fecharam e preferiram arriscar menos. Assim, a decisão da taça foi para os pênaltis. GOLEIRÃO BRILHA Nas cobranças, ambos os times começaram convertendo as primeiras cobranças. Depois disso, brilharam as estrelas dos goleiros. Na segunda ronda de pênaltis, os dois arqueiros defenderam as cobranças rivais. Na quarta cobrança, Thiago Rodrigues, guarda-metas do CSA, fez uma nova defesa e deixou o Azulão na frente. No último chute, Silvinho marcou e garantiu a taça azulina. MAIOR CAMPEÃO ESTADUAL Com a taça obtida neste domingo, o CSA chega ao seu 40° título, rompendo a sequência do CRB, o qual havia sido campeão em 2020. Com isso, o Marujo amplia a distância como maior campeão do estado, abrindo nove títulos de vantagem para o Galo da Pajuçara.Igualmente, interrompe a boa sequência do alvirrubro na última década. VAGAS NACIONAIS Campeão, o CSA/CRB garantiu, além da taça, a presença na Copa do Brasil e na fase de grupos da Copa do Nordeste de 2022. Vice-campeão, o CSA/CRB também garantiu presença em ambas as competições, com a diferença de precisar disputar a preliminar do Nordestão. Como ambos os clubes já estão classificados a uma das divisões superiores do Brasileirão, CSE e ASA conquistaram vaga na Série D de 2022. Além disso, Fantasma e Tricolorido ainda brigarão pelo terceiro posto alagoano na Copa do Brasil. FICHA TÉCNICA

COMPARTILHE
Por: AFI  Data: 22/05/2021 às 19:58
Fonte de Imagem: Augusto Oliveira/CSA

Em um duelo emocionante, o Campeonato Alagoano definiu o seu campeão em 2021. Após empatarem o duelo de ida por 0 a 0, CRB e CSA voltaram a campo no Rei Pelé e o Azulão do Mutange levou a melhor. Com uma vitória por 4 a 3 nos pênaltis, o Marujo chegou ao seu 40° título.

AZULÃO NA FRENTE!

Após empatarem sem gols o duelo de ida, CRB e CSA iniciaram o duelo em equilíbrio. Para evitar as cobranças de penalidades, ambos os times precisavam vencer para garantir a taça. Com isso, Alvirrubro e Azulão partiram para cima um do outro. Mais objetivo nos minutos iniciais, o Marujo criou a primeira chance, mas Aylon desperdiçou.

A resposta do Galo veio aos 22 minutos, quando Hyuri avançou em velocidade e chutou cruzado, acertando a trave alviceleste. Quatro minutos depois, porém, o Azulão do Mutange foi eficiente e abriu o placar. Após cobrança de escanteio, Bruno Mota apareceu na primeira trave e, de cabeça, mandou a bola para as redes. No fim da primeira etapa, Diego Torres quase empatou.

EMPATE RELÂMPAGO

Na volta dos vestiários, o equilíbrio se manteve e o placar logo mudou. Logo aos 2 minutos, Hyuri acertou cabeçada após cruzamento de Guilherme Romão e deixou tudo igual. Com ambos os times precisando vencer, o tento de empate voltou a deixar o jogo lá e cá. Animado com o gol de empate, o CRB quase virou em seguida, em finalização de Luidy.

Dez minutos depois, Luidy voltou a invadir a zaga do CSA após grande jogada. Na finalização, no entanto, o atacante deixou a desejar e protagonizou um lance bizarro. Após a chance criada e desperdiçada, o jogo caiu de ritmo. Com o placar igualado e os minutos finais chegando, ambos os times se fecharam e preferiram arriscar menos. Assim, a decisão da taça foi para os pênaltis.

GOLEIRÃO BRILHA

Nas cobranças, ambos os times começaram convertendo as primeiras cobranças. Depois disso, brilharam as estrelas dos goleiros. Na segunda ronda de pênaltis, os dois arqueiros defenderam as cobranças rivais. Na quarta cobrança, Thiago Rodrigues, guarda-metas do CSA, fez uma nova defesa e deixou o Azulão na frente. No último chute, Silvinho marcou e garantiu a taça azulina.

MAIOR CAMPEÃO ESTADUAL

Com a taça obtida neste domingo, o CSA chega ao seu 40° título, rompendo a sequência do CRB, o qual havia sido campeão em 2020. Com isso, o Marujo amplia a distância como maior campeão do estado, abrindo nove títulos de vantagem para o Galo da Pajuçara.Igualmente, interrompe a boa sequência do alvirrubro na última década.

VAGAS NACIONAIS

Campeão, o CSA/CRB garantiu, além da taça, a presença na Copa do Brasil e na fase de grupos da Copa do Nordeste de 2022. Vice-campeão, o CSA/CRB também garantiu presença em ambas as competições, com a diferença de precisar disputar a preliminar do Nordestão.

Como ambos os clubes já estão classificados a uma das divisões superiores do Brasileirão, CSE e ASA conquistaram vaga na Série D de 2022. Além disso, Fantasma e Tricolorido ainda brigarão pelo terceiro posto alagoano na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
  • LocalRei Pelé – Maceió
  • Árbitro: Denis Ribeiro Serafim (AL)
  • AssistentesBrígida Cirilo e Esdras Mariano (AL)
  • Público: Portões Fechados
  • Cartões Amarelos: CRB: CalysonCSA: Nadson, Norberto, Iury
  • Gols: CRB: Hyuri 2′ 2TCSA: Bruno Mota 26′ 1T
CRB
  • Diogo Silva;
  • Reginaldo (Jiménez), Gum, Frazan e Guilherme Romão;
  • Claudinei (Carlos Jatobá), Wesley (Jean Patrick) e Diego Torres;
  • Luidy (Erik), Calyson (Lucão do Break) e Hyuri
  • Técnico: Roberto Fernandes
CSA
  • Thiago Rodrigues;
  • Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa (Sillas);
  • Geovane, Nadson (Gabriel Tonini), Gabriel e Bruno Mota (Iury);
  • Aylon (Silvinho) e Marco Túlio (Rodrigo Pimpão)
  • Técnico: Bruno