Ministro diz que não quer ver a ‘chinesada’ entrar no Brasil e ‘quebrar nossas fábricas’

COMPARTILHE
Por: Jovem Pan  Data: 27/08/2022 às 09:34
Fonte de Imagem: Reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na sexta-feira, 26, durante evento com empresários do agronegócio no Rio Grande do Sul, que não vai permitir a entrada da “chinesada” no Brasil para “pegar” a indústria. “O empresariado brasileiro tem uma bola de ferro na perna direita, que são juros muito altos, uma bola de ferro na perna esquerda, que são impostos muito altos. Você bota um piano nas costas dele, que são os encargos trabalhistas, e fala: ‘Corre que o chinês vai te pegar’”, discursou Guedes.

O ministro defendeu a abertura da economia e a redução de impostos.

Segundo ele, as empresas brasileiras precisam estar preparadas para serem competitivas. “Não queremos a ‘chinesada’ entrando aqui quebrando nossas fábricas, nossas indústrias, de jeito nenhum. O que queremos é uma coisa moderada. Baixamos o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 35%. O IPI é um imposto de desindustrialização em massa. Está destruindo o Brasil há 40 anos. É ridículo, patético, está errado. É um imposto pago antes de ter renda. Evamos acabar com o IPI.”