Médico Pediatra é condenado a 14 anos de prisão por estupro

COMPARTILHE
Por: RIC Mais  Data: 30/08/2021 às 09:56
Fonte de Imagem: Reprodução

Um médico pediatra de Umuarama, noroeste do Paraná, foi condenado a 14 anos, 7 meses e 15 dias de prisão por estupro de vulnerável. O crime aconteceu dentro do consultório, em 2017, durante a consulta de uma menina de 13 anos.

agosto 28, 2021A pena deve ser cumprida em regime fechado e cabe recurso. Este é apenas um dos casos de abuso sexual investigados pela Polícia Civil contra o médico Allessio Fiori Sandri Júnior. Novos casos devem ser julgados em breve.

Os casos vieram à tona através da atriz Nina Marqueti. De Umuarama e hoje morando nos Estados Unidos, a atriz fez a primeira denúncia através de reportagem da Record TV.

Logo após a primeira denúncia, o médico foi acusado por outras pacientes e uma estagiária, na época com 17 anos, de ter supostamente cometido abuso sexual. Ao todo, seriam ao menos sete casos investigados.

Segundo relatos das vítimas, Allessio pedia para que as pacientes levantassem a blusa e abrissem a calça durante os exames físicos. Ele então apalpava a barriga das jovens, eventualmente descendo a mão até as áreas íntimas das adolescentes, dizendo que o ato fazia parte do exame.

A defesa do médico afirmou ao RIC Mais que irá recorrer da decisão.