“Lula foi um ‘câncer’ para o Brasil”, dispara Michelle Bolsonaro após carta para evangélicos

COMPARTILHE !!
Por: iG  Data: 20/10/2022 às 12:02
Imagem: Reprodução

Na quarta-feira (19), a primeira-dama Michelle Bolsonaro afirmou que a  reunião de líderes evangélicos com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi algo “inadmissível” e classificou o petista como “o homem que foi o câncer para a nossa nação”. A  fala de Michelle foi durante um evento na Associação dos Oficiais da Polícia Militar (AOPM), no bairro do Tremembé, na Zona Norte da capital paulista .

“É inadmissível cristãos se reunirem com o homem que foi o câncer para a nossa nação. Ele é um mentiroso que promete picanha sem ter cumprido nada em suas gestões, e que está com sede de vingança”, disse a esposa do atual presidente.

Horas antes, a primeira-dama se encontrou com lideranças cristãs, mulheres e apoiadores. Michelle tem andando pelo país com a sua caravana “Mulheres com Bolsonaro “. Além de São Paulo , ela já passou pelo Nordeste e pretende seguir para outras regiões do Brasil pelas próximas semanas.Comece o dia bem-informado com as principais notícias da manhã

A crítica da primeira-dama ao ex-presidente Lula ocorre após à carta aos evangélicos lançada em um evento com a presença de líderes de diversas denominações, elaborada pela campanha petista como um aceno ao segmento.

Participaram do ato Damares Alves (Republicanos-DF), Marcos Pontes (PL-SP), o candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP).