Jovem que estuprou a prima de apenas 7 anos diz que tem problemas mentais

Acusado alegou que toma remédio controlado e tem o discernimento mental reduzido

COMPARTILHE
Por: Com PC/AL  Data: 10/09/2020 às 12:09
Fonte de Imagem: AlagoasWeb/Arquivo
Acusado alegou que toma remédio controlado e tem o discernimento mental reduzido

Policiais civis do 23º Distrito Policial (23º DP) do Pilar, prenderam, no fim da tarde de ontem (9), na zona rural do município, um jovem de 24 anos acusado de estuprar a própria prima de apenas 7 anos.

Segundo as investigações, o acusado foi flagrado pela própria mãe quando tentava praticar sexo com a criança. Ela acabou contando para a família, que levou o caso para a Delegacia do Pilar.

“Conduzimos a investigação de forma muito rápida e algumas horas depois de ouvirmos o relato da mãe da criança já estávamos com o mandado de prisão temporária expedido pela juíza Renata Malafaia”, destacou o delegado do Pilar, Sidney Tenório, ressaltando também a celeridade do Ministério Público.

O delegado explicou ainda que a criança foi levada para o Hospital da Mulher, em Maceió, onde foi feito exame que constatou que por pouco a mesma não teve o hímen violado. Ela tomou medicação para evitar doenças sexualmente transmissíveis.

“O acusado agora fica preso durante as investigações e a expectativa é de que a prisão seja convertida em preventiva. Ele já foi transferido para a casa de custódia e alegou, ao ser interrogado, que toma remédio controlado e tem o discernimento mental reduzido”, concluiu Sidney Tenório.