Instagram lança recurso para divulgar crianças desaparecidas

COMPARTILHE
Por: Instagram  Data: 02/06/2022 às 12:38
Fonte de Imagem: Reprodução

O Instagram começou a liberar mundialmente um recurso para ajudar na localização de crianças desaparecidas. O objetivo é permitir que usuários do aplicativo vejam e compartilhem sobre o paradeiro dessas pessoas na sua região. Chamado Amber Alerts, a novidade é parte de uma ação em homenagem ao Dia Mundial das Crianças Desaparecidas.

Este alerta será ativado somente por autoridades e aparecerá no feed de usuários que estiverem próximos ao local do desaparecimento. A ferramenta terá uma foto da pessoa desaparecida (ou uma projeção de como estará hoje, caso tenha sumido há muitos anos) e outros detalhes relacionados, como a última localização, descrições físicas e outras informações relevantes.

Instagram vai exibir fotos e informações sobre crianças desaparecidas (Imagem: Reprodução/Instagram)

Será possível interagir de modo semelhante a uma publicação comum, com o compartilhamento, republicação ou envio para terceiros. A ideia é criar uma espécie de corrente para facilitar a busca por sumidos, situação normalmente conduzida com dificuldade pelas famílias.

Haverá um botão logo abaixo da imagem e dos dados que permitirá avisar para as autoridades caso você tenha informações úteis. Se preferir, um link direcionará a página da autoridade ou organização criadora do alerta.

Pessoas desaparecidas no Instagram
“O Instagram é uma plataforma baseada no poder das fotos, tornando-a perfeita para o programa Amber Alert”, disse a presidente e CEO do Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, Michelle DeLaune. Segundo ele, as fotos são ferramentas imprescindíveis na busca, portanto a rede social pode ajudar bastante a expandir o alcance da procura.

Por enquanto, o Amber Alerts será disponibilizado em 25 países das Américas, Europa e Ásia. O Brasil não está na listagem, possivelmente porque será necessário fazer acordos com as autoridades locais.

O Facebook lançou um recurso similar em 2015 e, desde então, publicou centenas de alertas de todo o mundo para ajudar as autoridades a procurar por crianças desaparecidas. Em 2020, por exemplo, Amanda Disley e seu marido ajudaram a resgatar Charlotte Moccia, de 11 anos, de Springfield, Massachusetts, após ver um Alerta Amber no Facebook.

Estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam o desaparecimento de 168 milhões de crianças no mundo inteiro, o que representa cerca de 11% da população infantil do planeta. Quase 63 mil pessoas desapareceram em 2020 no Brasil, embora não hajam dados concretos. Muitas delas foram sequestradas, forçadas a trabalhar, exploradas sexualmente ou vítimas de tráfico humano.