Inaugurado Laboratório Espaço 4.0 em São Miguel dos Campos

COMPARTILHE
Por: Assessoria  Data: 18/03/2022 às 19:13
Fonte de Imagem:

Foi inaugurado nesta sexta-feira (18), em São Miguel dos Campos, o laboratório do Programa Espaço 4.0, pelo Instituto Federal de Alagoas – Ifal, no Campus do município. A solenidade de inauguração contou com autoridades locais e representantes do governo federal.

O Espaço 4.0 é uma iniciativa da Secretaria Nacional da Juventude, vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com objetivo de capacitar jovens de 15 a 29 anos em situação de vulnerabilidade socioeconômica para atuar na produção de protótipos e soluções de alta tecnologia para a indústria e a comunidade.

O Espaço 4.0 se constitui em um contêiner com 25 metros quadrados, que conta com kit robô, smartphone, tablets, computadores, impressora 3D, drone e outros equipamentos utilizados por meio da metodologia maker, na qual o estudante aprende na prática o conteúdo teórico aplicado. Além do aporte financeiro do próprio Ifal, os Espaços 4.0 receberam mais de R$ 2 milhões fruto de emenda parlamentar e recursos federais para sua implementação em Alagoas.

No total, serão ofertados dez cursos com carga horária entre 20h e 40h: Desenho 2D, Desenho e Impressão 3D, Introdução à Programação Web, Desenvolvimento de aplicativo Android, Montagem e manutenção de computadores – Desktop, Montagem e manutenção de computadores – Notebook, Instalação e configuração de redes de computadores, Eletrônica Básica, Internet das Coisas e Robótica Educacional.

O prefeito George Clemente falou sobre o espaço. “Esse laboratório trará tecnologias inovadoras para pessoas, que até então não receberam oportunidades como essa. O Espaço 4.0 terá como público-alvo não somente os alunos do Ifal, mas indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica do nosso município”, frisou.

E continuou. “Além de receberem qualificações com acesso a toda essa tecnologia, para que possam se preparar para ingressar no mercado de trabalho, eles verão que podem ir mais além, ter um diploma de nível médio, de nível técnico e até de graduação e pós-graduação”, concluiu o prefeito.

A previsão é capacitar 192 jovens da comunidade externa por ano, com a orientação de especialistas das áreas contempladas e de estudantes da instituição selecionados como monitores via edital.