Homem degola a companheira e posta foto do corpo nas redes sociais

Izildo dos Santos, que havia se mudado do Pará para o o Distrito Federal, achava que estava sendo traído

COMPARTILHE
Por: Metropoles  Data: 20/08/2020 às 13:05
Fonte de Imagem: Reprodução
Izildo dos Santos, que havia se mudado do Pará para o o Distrito Federal, achava que estava sendo traído

Izildo Neto Simão dos Santos, 34, matou a companheira, Sônia Miranda Luz, 35 anos, degolada. O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira, 20, no Sol Nascente, em Brasília. Após o crime, Izildo, que havia se mudado do Pará para o o Distrito Federal, tirou uma foto do corpo e publicou em seu stories do WhatsApp. Em seguida, supostamente tentou tirar a própria vida.

Acionada, a Polícia Militar foi ao local e encontrou Sônia morta, no sofá da sala. Izildo também estava no local, ferido, deitado em outro sofá, na mesma sala de estar. Informações preliminares obtidas pela Polícia Civil apontam que homem cometeu crime por achar que estava sendo traído. Ele cortou o pescoço da companheir, com quem tinha relação estável havia cinco meses, mas se relacionavam havia dois anos.

De acordo com os bombeiros, que foram acionados pela Polícia Militar, o homem estava com duas perfurações no pescoço, uma no tórax e duas na região abdominal.

Segundo familiares, o acusado não tinha vícios em bebidas ou drogas ilícitas. Sônia deixou dois filhos, um de cinco e outro de 13 anos, este mora em outro estado. O menor estava na casa de parentes no momento do feminicídio. Não há denúncia de violência doméstica da vítima contra Izildo.