Governo paga último Auxílio Brasil de R$ 400, em agosto valor será de R$ 600

COMPARTILHE
Por: Noticias ao Minuto  Data: 16/07/2022 às 15:20
Fonte de Imagem: Reprodução

O governo federal libera a última parcela do Auxílio Brasil de R$ 400 a partir desta segunda-feira (18). Ao todo, 18,13 milhões de famílias vão receber o benefício. A partir de agosto, o valor será de R$ 600, pago de forma temporária até dezembro.

Os depósitos são feitos conforme o final do NIS (Número de Identificação Social) e vão até o dia 29 de julho. Segundo o Ministério da Cidadania, o valor médio liberado neste mês é de R$ 408,80. Será pago um total de R$ 7,3 bilhões.

Além da renda principal, há outros complementos conforme o perfil de cada família, o que pode elevar o valor recebido. Segundo dados da Cidadania, o Nordeste é a região com o maior número de beneficiários. Ao todo quase 8,6 milhões de famílias recebem o auxílio. Depois, aparecem as regiões Sudeste (5,2 milhões), Norte (2,1 milhões), Sul (1,2 milhão) e Centro-Oeste (941 mil).

Entre os estados, a Bahia lidera com o total de famílias beneficiadas. Ao todo, são 2,26 milhões, seguida de São Paulo (2,18 milhões), Pernambuco (1,44 milhão), Minas Gerais (1,43 milhão), Rio de Janeiro (1,33 milhão), Ceará (1,32 milhão), Pará (1,15 milhão) e Maranhão (1,10 milhão).

Como será o pagamento do Auxílio de R$ 600?
O governo pretende ampliar o número de famílias que passarão a ter o Auxílio Brasil para 20 milhões. O pagamento deverá seguir da mesma forma, conforme o número final do NIS do cidadão. A ideia é liberar para todos um cartão do Auxílio Brasil com a função débito. A distribuição começou no final de junho, mas nem todos vão receber.

Para quem não tem o cartão novo e já fazia parte do programa, o antigo, do Bolsa Família, serve para os saques dos valores. A retirada do dinheiro segue sendo feita nas agências da Caixa Econômica Federal, nas casas lotéricas e nos correspondentes bancários Caixa Aqui.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?
Têm direito ao Auxílio Brasil os cidadãos que fazem parte de famílias em extrema pobreza, com renda de até R$ 105 por pessoa da família (per capita), em situação de pobreza, com renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa da família (per capita), ou em regra de emancipação, que é quando o beneficiário conquista um emprego formal, mas segue com direito de receber o benefício se a renda por pessoa da família for de até R$ 525.

Para receber, no entanto, é preciso estar inscrito no CadÚnico (Cadastro Único). O cidadão precisa fazer uma pré-inscrição pelo site ou aplicativo e, depois, confirmar os dados nos Cras (Centro de Referência da Assistência Social) das prefeituras. O prazo para confirmação é de até 120 dias.

Famílias poderão receber parcelas de R$ 720
Quem ganha o Auxílio Brasil e também tem direito ao Auxílio Gás –cerca de 5,4 milhões de famílias hoje– deve sacar um valor que pode chegar a R$ 720 em agosto, outubro e dezembro, conforme prevê a emenda constitucional que elevou o Auxílio Brasil e criou novos benefícios.

O vale-gás deve subir para o dobro do que é pago hoje. Atualmente, a cada dois meses, o governo libera um vale de 50% do preço médio do botijão de gás de cozinha de 13 kg, conforme levantamento feito pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) nos seis meses anteriores. O valor liberado em junho foi de R$ 53.