Flávio Moreno se reune com Presidente Nacional do PSL e membros do futuro governo para avançar projetos em Alagoas

COMPARTILHE
Por: Array / Assessoria  Data: 09/11/2018 às 14:05
Fonte de Imagem: Reprodução

Em reunião com presidente do PSL, Luciano Bivar, outros membros do diretório nacional, futura bancada federal do PSL, Policiais Federais e o presidente do PSL de Alagoas – Flávio Moreno recebeu o aval para a montagem dos diretórios municipais nos 102 municípios e avançar no projeto político para 2020 e 2022.

  Flávio diz que o espírito de união pró Brasil contra a corrupção iniciado nacionalmente por mobilizações dos Policiais Federais ainda em 2012, contagiou a todos por mudanças no país, vieram as jornadas em 2013, Lava Jato em 2014, movimentos civis pró impeachment que eclodiram. Esse ciclo consagrou com a vitória de Bolsonaro. Somos mais de 5 milhões de seguidores nas redes sociais através dos Agentes Federais do Brasil e movimentos de apoio. A marcha continua pela governabilidade e o futuro melhor do país.

Estamos organizando os diretórios municipais e vamos disputar ao menos 30 prefeituras em coligações ou não. Nosso objetivo é eleger também ao menos 70 vereadores.

Além da campanha de filiação queremos envolver toda militância pró Bolsonaro que trabalhou voluntariamente nos municípios, estaremos unidos por uma Alagoas e um Brasil melhor. Maceió com 62% e Alagoas deram os melhores percentuais a Bolsonaro no Nordeste, no primeiro e segundo turno. Nossas candidaturas foram uma surpresa, elegemos um Deputado Estadual, obtivemos a segunda posição no governo e obtive mais de 142 mil votos na disputa contra estrutura gigantes no Senado. Disse, Flávio Moreno.

Moreno apresentou e discutiu também os projetos para a melhoria do Nordeste com a equipe de transição do Bolsonaro.

Moreno é o homem forte de Bolsonaro em Alagoas. Além de Presidente do PSL AL e do Sindicato dos Policiais Federais, é Conselheiro da Federação Nacional dos Policiais Federais e da Ordem dos Policiais do Brasil. Foi candidato a Senador com apoio da Frente Nacional dos Policiais Federais.