Esquadrão anti-bombas é acionado para remover projétil da 1ª Guerra Mundial que homem enfiou no ânus

COMPARTILHE !!
Por: Van-Martin  Data: 22/12/2022 às 06:07
Imagem: Reprodução

No último sábado (17), um hospital francês teve de ser evacuado após um homem de 88 anos chegar à emergência com um projétil não-detonado da Primeira Guerra Mundial alojado em seu reto. O incidente ocorreu em Toulon, no sul da França, e o Hospital Sainte Musse teve de chamar o esquadrão anti-bombas para remover o explosivo com segurança.

Segundo informações do jornal local Var-Matin, o fato se deu das 21h às 23h30, liberando o hospital de alas emergenciais de pediatria e de antedimento a adultos, levando outros casos de emergência a serem redirecionados. A dúvida quanto ao destino do explosivo gerou comoção, já que as equipes deveriam se preparar para qualquer eventualidade.

Bomba de festim
O projétil centenário tinha quase 20 cm de comprimento e 5 cm de largura, e a equipe responsável pelo desarmamento de explosivos determinou haver poucas chances de que ele explodisse dentro do idoso. No fim das contas, era um item de colecionador da Primeira Guerra Mundial, utilizado por militares franceses.

Após a segurança do procedimento ser determinada, os médicos puderam trabalhar com calma para remover o objeto do reto do paciente. Acredita-se que o homem tenha inserido o objeto em seu ânus em busca de prazer sexual: segundo os profissionais de saúde, é comum encontrar objetos diferenciados no reto de pacientes na emergência, como maçãs, mangas e até mesmo latas de espuma de barbear. Uma ogiva foi uma verdadeira novidade para o hospital.

O homem teve de ser submetido a cirurgia para a retirada definitiva do item, com os cirurgiões seccionando seu abdômen. Segundo informações do hospital, ele se encontra em boas condições de saúde e deve se recuperar completamente do procedimento em breve. Embora os médicos franceses nunca tenham visto uma eventualidade como essa, há um ano um caso semelhante ocorreu na Inglaterra.