CSA bate Náutico por 3 a 1 pela Copa do Nordeste

COMPARTILHE
Por: GE  Data: 21/02/2022 às 06:25
Fonte de Imagem: Celio Junior/AGIF

O CSA venceu o Náutico por 3 a 1 no Rei Pelé, em Maceió, pela sexta rodada da Copa do Nordeste 2022. Uma vitória pavimentada nos minutos iniciais do confronto. O zagueiro Marcel, aos cinco minutos; o volante Giva, aos sete; e o também volante Geovane, aos 19 do primeiro tempo, marcaram para o Azulão. Juninho Carpina descontou para o Timbu aos 35 da etapa complementar.

Como fica
O CSA se mantém na vice-liderança do Grupo A, com 11 pontos – um a menos que o líder Fortaleza. O Náutico, com oito pontos, caiu para a terceira colocação e pode descer ainda mais no complemento da rodada – além disso, o Timbu tem jogos a mais em relação a Bahia, Altos, Floresta-CE e Botafogo-PB, que estão atrás na classificação.

Próximos jogos
As duas equipes estreiam na Copa do Brasil durante a semana. O CSA enfrenta o Atlético de Alagoinhas-BA, às 21h30 da próxima quarta-feira, em Alagoinhas. No mesmo dia, o Náutico visita o Tocantinópolis, jogo marcado para as 20h30.

Dois gols em dois minutos
Nem o torcedor mais otimista do CSA imaginaria que, aos sete minutos do primeiro tempo, o Azulão estaria vencendo por 2 a 0. Aos cinco, Diego Renan cobrou falta na área e Marcel, de cabeça, abriu o placar. Aos sete, após cobrança de escanteio do CSA, o zagueiro Rafael Ribeiro chutou contra o próprio gol. Lucas Perri ainda salvou, mas Giva completou para as redes.

Mais um aos 19
O CSA chegou ao terceiro gol em mais uma descida ao ataque pela avenida existente do lado direito da defesa do Náutico. A bola acabou nos pés de Yan Rolim, que tocou para Geovane chutar cruzado, da entrada da área.

Menos um aos 32
Mais uma vez pelo lado esquerdo do ataque, o CSA fez o quarto gol, com Didira mandando para as redes o cruzamento de Yann Rolim. O assistente, contudo, invalidou o gol assinalando impedimento de forma equivocada.

Menos dois
Logo após o gol anulado, uma confusão envolvendo o zagueiro Wellington, do CSA, e o atacante Robinho, do Náutico, acabou com duas expulsões: de Wellington e de Leandro Carvalho, atacante timbu.

Diminuiu
O Náutico reduziu o prejuízo aos 35 minutos do segundo tempo com um belo gol de Juninho Carpina, que foi acionado no intervalo. Contudo, a partida estava definida.

Primeiro tempoA partida foi praticamente definida nos minutos iniciais. O CSA soube aproveitar a “sonolência” do Náutico, principalmente no lado direito da defesa timbu. Em três lances, o Azulão fez três gols. O placar de 3 a 0 deixou o time pernambucano atordoado e sem reação – tanto que a equipe alagoana teve chances de ampliar, tendo um gol anulado, inclusive.

Segundo tempo
O Náutico voltou para o segundo tempo com mudanças. Melhorou a marcação e equilibrou a partida, mas não ameaçou a vitória do Azulão, que ainda chegou com perigo no início da etapa. O Timbu ainda conseguiu reduzir o placar aos 35, gol marcado por Juninho Carpina após jogada individual.