Covid Alagoas dia 9/04: 24 pessoas morreram pelo vírus nas últimas horas

COMPARTILHE
Por: Ascom SESAU/AL  Data: 10/04/2021 às 07:33
Fonte de Imagem: Getty Imagem

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), da sexta-feira (09), confirma mais 689 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 159.511 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.286 estão em isolamento domiciliar. Outros 151.667 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 9.950 casos em investigação laboratorial.

Foram registradas 24 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 3.756 óbitos por Covid-19.

Covid Alagoas dia 8/04: 22 óbitos pelo vírus

No boletim desta sexta-feira (09/04), mais 24 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo 12 vítimas da capital alagoana e 12 do interior do Estado.

As vítimas de Maceió eram cinco homens de 40, 61, 76, 78 e 79 anos e sete mulheres de 37, 59, 62, 65, 70, 72 e 82 anos. O homem de 40 anos era hipertenso e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o homem de 61 anos tinha doença cardiovascular e morreu em seu domicílio; o homem de 76 anos tinha doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; o homem de 78 anos era diabético, tinha doença cardiovascular e morreu em seu domicílio; o homem 79 anos tinha doença cardiovascular e morreu no Hospital da Unimed Maceió; a mulher de 37 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 59 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Universitário (HU) de Maceió; a mulher de 62 anos era hipertensa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 65 anos era hipertensa, tinha diabetes e morreu no Hospital da Unimed Maceió;  a mulher de 70 anos tinha diabetes e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 72 anos tinha doença respiratória crônica e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; e a mulher de 82 anos não tinha comorbidades e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió.

Em relação as 12 vítimas que residiam no interior do Estado, eram sete homens, sendo um de 53, dois de 61, um de 64, um de 71, um de 75 e um de 88 anos, além de cinco mulheres, sendo três de 57, uma de 60 e uma de 87 anos. O homem de 53 anos, residia em Delmiro Gouveia, era diabético, tinha problema renal e morreu no Hospital Universitário (HU) de Maceió; o primeiro homem de 61 anos, morava em Rio Largo, tinha hipertensão, diabetes e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; o segundo homem de 61 anos, morava em Atalaia, tinha Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 64 anos, morava em União dos Palmares, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; o homem de 71 anos, residia em Rio Largo, era hipertenso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 75 anos, morava em Penedo, tinha hipertensão e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 88 anos, morava em Delmiro Gouveia, era diabético e morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia; a primeira mulher de 57 anos, morava em Mar Vermelho, era obesa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a segunda mulher de 57 anos, morava em União dos Palmares, tinha hipertensão e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; a terceira mulher de 57 anos, morava em Santana do Ipanema, era hipertensa e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; a mulher de 60 anos, morava em Delmiro Gouveia, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; e a mulher de 87 anos, morava em Rio Largo, era hipertensa e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.