Com profilaxia para HIV, HE do Agreste acolhe vítimas de violência sexual

COMPARTILHE !!
Por: Array / Assessoria  Data: 24/10/2019 às 08:45
Imagem: Assessoria

Antes centralizados apenas em Maceió, os procedimentos para a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passaram a ser realizados no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, iniciando o acolhimento integral às vítimas de abusos e violência sexual no interior de Alagoas.

Desde o dia 15 deste mês de outubro que a equipe multidisciplinar do HE do Agreste realiza, oficialmente, os atendimentos com a oferta da Profilaxia de Pós- Exposição ao HIV (PEP).

A partir de agora, todas as vítimas de violência sexual estão sendo acolhidas no maior hospital público do interior do estado, sem que haja mais necessidade de encaminhamentos para a capital alagoana.

Segundo revela a assistente social Andréa Paula Lira, coordenadora do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do Hospital de Emergência do Agreste, todos os municípios que fazem parte da 2ª Macrorregião de Saúde, ou seja, 46 cidades alagoanas, passam a ser beneficiadas com a iniciativa.

“Agora, as pessoas que forem vítimas desse tipo de violência não precisarão passar pelo constrangimento em ter que repetir sua história para mais um serviço. Dessa forma, é possível agilizar o atendimento e, consequentemente, diminuir os riscos relacionados às contaminações por infecções sexualmente  transmissíveis”, explica Andréa Paula Lira.

Testes rápidos- Ao chegar ao hospital, a pessoa receberá atendimento por equipe multidisciplinar, incluindo assistente social, enfermeiro, médico, psicólogo e técnico de enfermagem.

Ainda de acordo com a coordenadora, o HE do Agreste ampliou os serviços, passando a ofertar também os testes rápidos, medicações, exames e segmentação com a PEP.

“Essa nova realidade está vinculada ao trabalho conjunto entre o hospital, por meio da  gerente geral Regiluce Santos e toda equipe da rede estadual de assistência às vítimas de violência sexual, sob a coordenação da psicóloga Camile Wanderley”, acrescentou.

Etapas- Para que o HE do Agreste pudesse ofertar mais esse serviço, desde janeiro deste ano que o hospital e todo o grupo da RAVVS promovem uma série de capacitações para os profissionais que compõem as equipes de assistência e de coordenações setoriais.

Andréa Paula Lira disse que já foram iniciados, semana passada, os encontros diários com as equipes plantonistas multidisciplinares, para a sensibilização sobre o início dos atendimentos.

Outra iniciativa da direção do hospital refere-se à criação do Núcleo de Atenção às Vítimas de Violência Sexual (NAVVS), que tem a assistente social Andréa Lira como coordenadora.

O Núcleo tem o objetivo de acompanhar os casos atendidos, organizar as ações pertinentes ao trabalho, envolver pessoas e setores em prol do acolhimento às vítimas e seus acompanhantes, seguindo as diretrizes da Política Nacional de Humanização.