Códigos do sistema de autenticação do TSE são gerados de forma aleatória

COMPARTILHE
Por: Ascom TRE/AL  Data: 10/08/2022 às 13:31
Fonte de Imagem: Reprodução

O Núcleo de Combate à Desinformação do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) esclarece, de acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que os códigos do sistema de autenticação dos títulos eleitorais, compostos por letras e números aleatórios, são gerados de forma totalmente randômica, sem que haja qualquer ingerência por parte da Justiça Eleitoral.

Circulam em aplicativos de mensagens e nas redes sociais conteúdos falsos alegando que um código impresso em título de eleitor faria alusão à determinada candidatura. O TSE esclarece, ainda, que a ferramenta serve para confirmar a autenticidade dos documentos emitidos por meio do portal do TSE e foi criada com o objetivo de facilitar o acesso do eleitorado aos serviços da Justiça Eleitoral.

O Tribunal, portanto, desmente a alegação de que faria uso do sistema para manifestar qualquer posicionamento político-partidário e/ou passar mensagens subliminares às eleitoras e eleitores. O TRE de Alagoas orienta aos eleitores que, ao receber esse tipo de conteúdo falso, denuncie tanto nas plataformas quanto ao Núcleo de Desinformação, através do Whatsapp (82) 99662-7491 ou no portal www.tre-al.jus.br, onde há link específico para denúncias.