Ciro Gomes já comparou igrejas com narcotráfico

COMPARTILHE
Por: Gospel Prime  Data: 01/02/2022 às 07:03
Fonte de Imagem: Reprodução/Twitter

Como lembrou o Gospel Prime no ano passado, quando o pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, ensaiava uma tentativa de aproximação com os evangélicos, ele já comparou igrejas com narcotráfico.

Em 2018 o pré-candidato ao Planalto pelo PDT, comparou igrejas com narcotraficantes, sugerindo que elas teriam o poder de fraudar as eleições daquele ano, vencidas por Jair Bolsonaro, na época no Partido Social Liberal.

Agora, Ciro Gomes anda visitando os templos acompanhado de outro nome que nunca enganou, o polêmico candidato Cabo Daciolo.

“Nós optamos agora pelo financiamento individual de campanhas. Ok, vamos experimentar. Mas eu desconfio que serão as eleições mais fraudadas da história do país. E [o esquema de fraude] vai ser muito facilitado por quem circula com grandes quantidades de dinheiro em espécie, por exemplo, igrejas e narcotráfico, que estão praticamente se explicitando sob a mesa”, disse.

As declarações foram feitas no dia 24 de março de 2018, quando o ex-governador do Ceará participou do Foro Brasil España, em Barcelona.

No ano de 2016, dois anos antes da disputa presidencial, Ciro Gomes atacou igrejas neopentecostais durante entrevista à Folha de São Paulo.

Ele avaliava o crescimento de políticos ligados à igrejas evangélicas, quando afirmou que essas igrejas aproveitam as necessidades da sociedade, chamando de “espertalhões”.