Brasileiros ficam muitas horas nas redes sociais; veja média

COMPARTILHE
Por: Olhar Digital  Data: 19/07/2022 às 16:44
Fonte de Imagem: Rawpixel/Divulgação

Uma pesquisa feita pela NordVPN mostra o tempo médio semanal que os brasileiros passam conectados às redes sociais e fazem um alerta sobre os cuidados que devemos ter.

O Brasil é o 3° país que mais utiliza as redes sociais, desde a hora que acordamos até a hora em que vamos dormir ficamos conectados. Precisamente, ficamos online desde às 8h33 da manhã e desconectamos às 22h13, como exibido na pesquisa da NordVPN, sobre os hábitos dos brasileiros e o tempo gasto na internet.

Dentro das 91 horas semanais conectadas que foram contabilizadas pela fornecedora, 10h35 delas, os brasileiros ficam online navegando entre as mídias sociais, como o TikTok, Facebook, Instagram enquanto produzem conteúdo e se relacionam com outros usuários das plataformas.

Sendo o Brasil o 3° país que mais utiliza as redes sociais no mundo inteiro, com 150 milhões de usuários acessando diariamente, o país fica atrás somente das Filipinas e da Colômbia. Quem confirma esses dados é a Hootsuite e WeAreSocial, que fizeram uma pesquisa detalhada.

Outra pesquisa, TIC Domicílios, feita pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic) aponta que, todas essas horas consecutivas logado à internet acontece por conta da difusão da tecnologia no país, onde mais de 81% da população tem acesso à internet.

Quando passamos muito tempo conectados, deixamos rastros de dados para trás, bem como informações pessoais, como a localização, data de nascimento e algumas vezes até o número do cartão de crédito. Likes e deslikes também entram nessa conta, justamente por direcionar anúncios específicos para as timelines, baseado nos conteúdos que são acessados.

Todos esses tipos de dados estão descritos nos “Termos e condições” de cada rede social, mesmo que por muitas vezes os usuários não leem e nem mesmo se importam quando estão logando pela primeira vez no aplicativo.

A Lei Geral de Proteção de Dados (PGPD), na qual garante a privacidade na internet, já fez avanços, mas ainda é necessário cuidado ao exibir as informações e dados pessoais.

Daniel Markuson, especialista em cibersegurança privacidade digital da NordVPN, afirma: “As redes sociais são ótimas para manter contato com seus amigos. No entanto, publicamos regularmente toneladas de dados pessoais que podem ser usados contra nós e causar pesadelos de privacidade”.