Brasil goleia Coreia e enfrentará Croácia nas quartas de final

COMPARTILHE !!
Por: Gazeta Esportiva  Data: 05/12/2022 às 18:04
Imagem: AFP

O Brasil não teve dificuldades para confirmar sua ida para as quartas de final da Copa do Mundo. Nesta segunda-feira, a Seleção enfrentou a Coreia do Sul, no Estádio 974, em Doha, no Catar, pelas oitavas de final da competição, partida que marcou o retorno de Neymar aos gramados, e confirmou seu favoritismo goleando o rival asiático por 4 a 1, graças aos gols de Vinícius Jr, Neymar, de pênalti, Richarlison e Lucas Paquetá. Paik fez o gol de honra dos coreanos.

Com o resultado, o Brasil enfrentará a Croácia nas quartas de final da Copa do Mundo, na próxima sexta-feira, às 12h (de Brasília), no Estádio Cidade da Educação, em Doha. Os europeus também garantiram a vaga na próxima fase nesta segunda-feira ao vencerem o Japão, nos pênaltis, por 3 a 1, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

A partida desta segunda-feira não só marcou o retorno de Neymar ao time titular, mas também o de Danilo. O atacante e o lateral sofreram lesões no tornozelo há exatos 11 dias, na estreia da Seleção na Copa do Mundo, contra a Sérvia, mas conseguiram se recuperar a tempo para disputar as oitavas de final do torneio.

O jogo
O Brasil dominou o primeiro tempo e precisou de apenas sete minutos para abrir o placar. Raphinha fez linda jogada pela direita, chegou na linha de fundo e fez o cruzamento rasteiro para trás. A bola passou por todo mundo e sobrou para Vinícius Jr, que teve toda a tranquilidade do mundo para dominar, erguer a cabeça e bater com categoria para marcar seu primeiro gol na Copa.

Cinco minutos depois o Brasil ampliou. Richarlison chegou antes do defensor coreano na bola e foi derrubado dentro da área. Sem titubear, o árbitro marcou pênalti. Neymar foi para a cobrança e não desperdiçou, deslocando o goleiro de forma categórica para deixar o time canarinho ainda mais confortável na partida.

Tentando reagir, a Coreia do Sul assustou aos 16 minutos com Heechan Hwang, que bateu colocado, de fora da área, exigindo grande defesa de Alisson. Mas, foi o Brasil quem acabou balançando as redes.  Aos 29, Richarlison recebeu lindo passe de Thiago Silva, saiu cara a cara com o goleiro e tocou no cantinho para fazer o terceiro gol do jogo.

Como se não bastasse, a Seleção Brasileira ainda transformou a elástica vitória em goleada antes do intervalo. Richarlison puxou o contra-ataque, a bola ficou com Vinícius Jr pela direita e o atacante deu um ótimo passe por elevação, encontrando Lucas Paquetá, que chegou batendo de primeira para estufar as redes e acabar com qualquer chance de a Coreia do Sul reagir.

Segundo tempo
O Brasil “tirou o pé” no segundo tempo e por pouco não sofreu o primeiro gol logo aos dois minutos de jogo, quando Son recebeu lançamento nas costas de Marquinhos, ficou com a bola dominada dentro da área e bateu no canto, mas mandou para fora, rente à trave.

A Seleção Brasileira, por sua vez, respondeu com Raphinha, que tabelou com Paquetá, driblou a marcação dentro da área e bateu no cantinho, exigindo ótima defesa do goleiro sul-coreano, que ainda freou o camisa 11 do Brasil em algumas outras oportunidades para evitar o quinto gol adversário.

Aproveitando o fato de o Brasil estar mais relaxado no jogo, a Coreia do Sul estava determinada a ao menos marcar seu gol de honra, o que quase aconteceu aos 23 minutos, quando heechan Hwang ficou com a sobra do cruzamento e, de dentro da área, soltou uma bomba , no cantinho, mas Alisson fez ótima defesa.

Mas, de tanto insistir, a Coreia do Sul acabou sendo premiada com o gol de honra aos 30 minutos, quando Paik ficou com o rebote após bola alçada na área e bateu forte, contando com o desvio de Thiago Silva para estufar as redes do goleiro Alisson.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 X 1 COREIA DO SUL

Local: Estádio 974, em Doha (Catar)
Data: 5 de dezembro de 2022, segunda-feira
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Clement Turpin (FRA)
Assistentes: Nicolas Danos (FRA) e Cyril Gringore (FRA)
VAR: Jerome Brisard (FRA)

Gols: Vinícius Jr, aos 7 do 1ºT, Neymar, aos 12 do 1ºT, Richarlison, aos 29 do 1ºT, Paquetá, aos 36 do 1ºT (Brasil); Paik, aos 30 do 2ºT (Coreia do Sul)
Cartões amarelos: Jung Wooyoung (Coreia do Sul)

BRASIL: Alisson (Weverton); Militão (Daniel Alves), Marquinhos, Thiago Silva e Danilo (Bremer); Casemiro, Lucas Parquetá e Neymar (Rodrygo); Vinícius Jr (Martinelli), Raphinha e Richarlison.
Técnico: Tite.

COREIA DO SUL:Seunggyu Kim; Jinsu Kim (Hong Chul), Minjae Kim, Moonhwan Kim e Younggwon Kim; Wooyoung Jung (Son Jun-Ho), Inbeom Hwang (Paik) e Jaesun Lee (Kang-In); Heechan Hwang, Heungmin Son e Guesung Cho (Ui-Jo Hwang).
Técnico: Paulo Bento.