Bebê de duas semanas é abandonado em caixa de papelão no interior de MG

Criança foi encontrada por um morador da casa onde foi deixada a criança

COMPARTILHE
Por: G1  Data: 15/04/2021 às 05:58
Fonte de Imagem: Ilustração
Criança foi encontrada por um morador da casa onde foi deixada a criança

A Polícia Civil investiga o abandono de um bebê, de aproximadamente duas semanas, encontrado dentro de uma caixa de papelão em frente a uma residência em Conceição das Alagoas, município localizado no interior de Minas Gerais.

O morador da casa encontrou a criança na madrugada de terça-feira (13). Nenhum suspeito foi identificado e o bebê passa bem.

Morador ouviu barulho

De acordo com a Polícia Militar, a corporação foi acionada no fim da madrugada por um homem de 44 anos , morador do Bairro Dona Maruca. No local ele relatou que acordou ao escutar um barulho que parecia ser um miado na porta de casa, mas ao sair encontrou o bebê dentro de uma caixa de papelão e coberto com uma blusa de frio.

Os policiais levaram o bebê para atendimento na Fundação Hospitalar João Henrique. Uma equipe pediátrica constatou que a criança tem cerca de 15 dias e estava com boa saúde e sem sinais de violência. Mesmo assim ela foi mantida no hospital para monitoramento, dada a situação em que foi encontrada.

Investigação

Os militares voltaram à residência, onde o bebê foi abandonado, e falaram com a moradora do local. Ela confirmou a versão do marido. A PM também fez contato com um outro homem, de 37 anos, que passava na rua no momento em que a criança foi encontrada. Ele afirmou que não viu ninguém nas proximidades.

A PM analisou imagens de câmeras de segurança de três casas próximas ao local onde o bebê estava. No entanto, devido à má qualidade das imagens e baixa luminosidade do horário em que o crime aconteceu, nenhuma pessoa foi identificada.

Também foi analisada a caixa onde o bebê foi encontrado e foi possível identificá-la como sendo de um estabelecimento comercial, que não foi informado.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil, com acompanhamento da Promotoria de Justiça. A investigação busca pela pessoa responsável pela criança, que poderá responder pelo crime de abandono de incapaz.

A reportagem entrou em contato com a PM e a Polícia Civil para saber o sexo do bebê e também o destino dele, mas não obteve retorno.