Auditor é assassinado e tem o corpo queimado após fiscalizar supermercado em Alagoas

COMPARTILHE
Por: AlagoasWeb com agências  Data: 28/08/2022 às 08:02
Fonte de Imagem: Reprodução

O auditor fiscal João de Assis, da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL), foi encontrado morto, neste sabado (27), em um canavial no bairro de Benedito Bentes, na parte alta de Maceió. Segundo informações da Sefaz, Assis estava a serviço da Central de Operações Estratégicas e Fiscalização Interna (Coefi) e estava sem dar notícias desde às 14h da sexta, 27.

Segundo informações preliminares, o auditor foi morto após uma discussão com os donos de um mercado no bairro do Tabuleiro do Martins. Em nota enviada à imprensa, a secretaria afirmou que o corpo de João de Assis foi encontrado com “sinais de grave violência”. O auditor foi morte teve o corpo carbonizado.

A polícia identificou dois suspeitos de cometerem o crime e prendeu um deles. Os nomes não foram divulgados.

Confira a íntegra da nota da Sefaz de Alagoas:

“Nota da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) comunica o falecimento do Auditor Fiscal da Receita Estadual (AFRE), João de Assis, que foi morto no exercício regular de suas funções de fiscalização. A Sefaz-AL está trabalhando com as autoridades competentes para descobrir as circunstâncias que levaram a morte do servidor, que estava a serviço da Central de Operações Estratégicas e Fiscalização Interna (Coefi), setor do órgão no qual era lotado.

O corpo foi encontrado com sinais de grave violência em um canavial próximo a Usina Cachoeira do Meirim. Já o veículo foi achado nas imediações do Centro Sportivo Alagoano (CSA).

Os autores já foram identificados sendo que um deles já se encontra preso sendo levado para Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Maceió.

O secretário de Segurança Pública, delegado Flávio Saraiva, esteve pessoalmente cuidando das diligências iniciais, e toda ocorrência foi acompanhada pelo governador do Estado, Paulo Dantas, e do secretário de Estado da Fazenda de Alagoas, George Santoro.

O governador Paulo Dantas e o secretário George Santoro prestam solidariedade e sinceras condolências à família e aos amigos do AFRE.

Caso novas informações sejam passadas pelas autoridades, a Sefaz atualizará a nota em questão”.

Febrafite cobra apuração rigorosa

Em nota, a Associação Nacional das Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite) manifestou pesar pela morte do servidor e cobrou “rigorosa apuração do caso e punição exemplar dos assassinos”. “A morte de um servidor do Estado, no cumprimento de sua função, não pode ficar impune”, conclui a associação.

Confira a íntegra da nota:

“Recebemos, consternados e indignados, a notícia da morte do colega João de Assis, Auditor Fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL), na tarde desta sexta-feira (26).

João de Assis foi assassinado no exercício regular de suas funções de fiscalização; um trabalho em benefício do Estado e de toda a sociedade.

A FEBRAFITE, em nome de suas 26 Associações Filiadas e mais de 30 mil Auditores Fiscais das Receitas Estaduais que representa, externa o mais profundo pesar e irrestrita solidariedade à família, amigos e colegas da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas.

Neste momento, também é imperioso cobrarmos rigorosa apuração do caso e punição exemplar aos assassinos. A morte de um servidor do Estado, no cumprimento de sua função, não pode ficar impune.”