Após morte de mulher, Justiça proíbe venda online de seis produtos para emagrecer

COMPARTILHE
Por: Array / Minha Vida  Data: 26/10/2019 às 09:30
Fonte de Imagem: Ilustração

Decisão foi tomada após a morte de uma catarinense devido ao uso dos produtos; veja quais foram os itens proibidos e os perigos envolvidos
A Justiça de Santa Catarina proibiu a venda online e anúncios publicitários de seis produtos para emagrecimento, que são comercializados muitas vezes sem controle médico. A decisão vale para todo o país.

Os produtos proibidos são:
Royal Slim Natuplus Original Ervas Natural Dieta Bio Slim Yellow Black

Sites que contenham propagandas destes produtos devem remover os conteúdos, incluindo Google, Facebook, Twitter, Americanas, Magazine Luiza, OLX e Mercado Livre.

O veto ocorreu após uma mulher de Santa Catarina morrer depois de tomar um desses remédios para emagrecer, o que levantou um alerta sobre a venda segura deste tipo de produto. A vítima teve intoxicação devido a substâncias controladas, presentes na fórmula do medicamento.

Produtos tinham antidepressivos
O Instituto Geral de Perícias (IGP) de SC identificou na composição dos produtos algumas substâncias de uso controlado, que apenas deveriam ser fornecidas mediante apresentação de receita médica. São elas: fluoxetina, bupropiona, sibutramina, clobenzorex e diazepam.

A fluoxetina e bupropiona, por exemplo, são vendidas como antidepressivos. Já o diazepam é considerado um calmante. O sibutramina é um fármaco para obesidade e o clobenzorex é um inibidor de apetite.

O uso indiscriminado dessas substâncias é perigoso para a saúde, podendo até mesmo levar a óbito. Assim, a fórmula original dos produtos vai contra o que é apresentado nos rótulos, identificando os produtos para emagrecer como “naturais”.

Além disso, foi encontrada também cafeína na composição de alguns fármacos. A substância não é controlada, porém é considerada a droga mais consumida no mundo e tem efeito estimulante. Dessa forma, se tomada em excesso, ela pode ser danosa à saúde física e mental.

Atenção: Consulte sempre um médico especialista antes de consumir qualquer tipo de remédio e NUNCA se automedique. Siga à risca as orientações do profissional e não coloque sua saúde em risco.