Após matar a namorada estrangulada, homem toma chumbinho, mas não morre

COMPARTILHE
Por: Array / O Tempo  Data: 05/02/2020 às 19:38
Fonte de Imagem: Reprodução

Autor confessou que chamou a companheira para discutir a relação no meio de uma mata

Um jovem de 23 anos foi preso nesta terça-feira (4) após confessar que matou a sua namorada, de 38, e tentou suicídio tomando uma dose de veneno logo em seguida em Barbacena, em Minas Gerais.

Segundo a Polícia Militar, um amigo do autor contou que o homem confessou que havia brigado e depois matado a sua esposa, L. K. C., e logo após ingeriu chumbinho.

Esse amigo, que tem 21 anos, alegou que não viu o corpo da vítima, mas que se ofereceu a chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), pois o autor estava passando mal. Porém, o mesmo o impediu de fazer isso.

A cena
Durante as buscas em uma mata, os militares encontraram o corpo da vítima já sem vida. O suspeito estava ao lado dela passando mal, pois havia ingerido a substância tóxica, e estava com o seu recipiente na mão.

O Corpo de Bombeiros foi até o local, socorreu o rapaz e o levou para um hospital local. Ele relatou que chegou em casa durante a madrugada e não encontrou a companheira.

Ao procurá-la, ele a viu em uma lanchonete, situação que o deixou enfurecido. Então, eles foram até às margens da MG-265, próximo à localidade de Cabeça Branca, para discutir a relação.

Durante a briga, já no meio de uma mata, o suspeito agrediu a mulher no pescoço e a estrangulou até a morte, segundo ele. Logo após, ele encontrou com o seu primo e confessou o crime. Tomou o chumbinho e voltou para dentro da mata.

Em contato com os vizinhos, eles disseram à PM que as brigas, discussões e agressões por parte do suspeito eram constantes, inclusive na presença dos filhos.

O jovem foi preso e continuou em observação no hospital. Seu carro e os aparelhos celulares dele e da vítima foram apreendidos. O caso foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Barbacena.