Alagoas conta mais 14 mortes pelo Covid e óbitos chegam a 3.087

COMPARTILHE
Por: Com Agência Alagoas  Data: 07/03/2021 às 17:02
Fonte de Imagem: Alessandra Tarantino/Associated Press

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), deste domingo (07), confirma mais 617 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Agora o estado tem um total de 135.566 casos confirmados do novo coronavírus, dos quais 3.124 estão em isolamento domiciliar.

128.704 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 13.186 casos em investigação laboratorial. Foram registradas 14 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 3.087 óbitos por Covid-19.

Para ter acesso ao boletim epidemiológico, baste clicar neste link e baixar os dados da Covid-19.  

Óbitos – As mortes desse domingo foram confirmadas laboratorialmente, sendo cinco vítimas da capital alagoana e nove do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram quatro homens de 46, 48 e dois de 52 anos, além de uma mulher de 86 anos.

O homem de 46 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o de 48 anos era obeso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), a vitima de 52 anos tinha hipertensão arterial, havia sofrido um Acidente Vascular Encefálico (AVE) e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), o de 52 anos era diabético e morreu no Hospital da Mulher (HM), a mulher de 86 anos era ex-tabagista, tinha Alzheimer e morreu no Hospital da Mulher (HM).

Ás vítimas que residiam no interior eram cinco homens de 56, 57, 61, 63 e 69 anos e quatro mulheres de 41, 73, 84 e 86 anos. O homem de 56 anos morava em Santana do Mundaú, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 57 anos, era de Viçosa, hipertenso e morreu no Hospital da Mulher (HM), o homem de 61 anos era de Campo Alegre, tinha diabetes, síndrome psiquiátrica e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o de 63 anos era de Rio Largo, tinha diabetes, hipertensão e morreu também no Hospital da Mulher (HM), o de 69 anos residia em Pão de Açúcar, era imunossuprimido e morreu no Hospital Chama, em Arapiraca; a mulher de 41 anos era de Porto de Pedras, tinha hipertensão, obesidade e morreu no Hospital da Mulher (HM), a mulher de 73 anos residia em Maragogi, era tabagista, tinha Alzheimer e morreu no Hospital da Mulher (HM), a mulher de 84 anos era de Satuba, tinha Alzheimer e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), a mulher de 86 anos morava em Palmeira dos Índios, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional Santa Rita, em Palmeira dos Índios.