Alagoas: 20.031 casos de Coronavírus, 701 óbitos

COMPARTILHE
Por: Ascom SESAU/AL  Data: 12/06/2020 às 18:38
Fonte de Imagem: Claudio Furlan-Estadão Conteúdo

O Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (12) confirma mais 831 casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 20.031 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 5.850 estão em isolamento domiciliar e 384 internados em leitos públicos e privados. Outros 13.094 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 1.538 casos em investigação laboratorial. Foram registradas mais 20 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 701 óbitos por Covid-19.

Foram registrados mais 20 óbitos, laboratorialmente, por causa do novo Coronavírus. Oito vítimas eram moravam em Maceió, sendo cinco homens, com idades de 87, 73, 80, 90 e 65 anos; e três mulheres de 49, 68 e 37 anos. O homem de 87 anos era diabético e faleceu em sua casa; o homem de 73 não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Metropolitano; o homem de 80 anos era hipertenso e faleceu no Hospital Djacy Barbosa; o homem de 90 anos tinha doença renal crônica e faleceu na Santa Casa de Maceió; e o homem de 65 anos era diabético e faleceu no HGE. Quanto às vítimas do sexo feminino, a mulher de 49 anos tinha doença renal crônica e faleceu no Hospital Sanatório; a vítima de 68 anos era diabética e faleceu na Unimed; e a mulher de 37 anos não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Veredas.

Mais 12 vítimas da Covid-19 residiam no interior do estado, sendo seis mulheres e seis homens. Residente em Coqueiro Seco, uma mulher de 65 anos não tinha registro de comorbidades e faleceu na UPA Jacintinho; a vítima de 59 anos, de Arapiraca, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Djacy Barbosa; uma mulher de 81 anos, de Rio Largo, também não tinha registro de comorbidades a faleceu no Hospital Humanité; a vítima de 61 anos, que morava em Porto Calvo, era cardiopata e faleceu no Hospital Veredas; a mulher de 90 anos, que morava em Jundiá, tinha doença cardíaca crônica a faleceu no Hospital de Campanha; e a vítima de 91 anos, de Teotônio Vilela, tinha doença cardíaca crônica e faleceu em sua residência.

Em relação aos óbitos do sexo masculino, o homem de 58 anos, de Delmiro Gouveia, não tinha registro de comorbidades e faleceu na UPA Delmiro Gouveia; o homem de 55 anos, residente em Pilar, também não tinha registro de comorbidades e faleceu na Santa Casa de São Miguel dos Campos; o homem de 59 anos, que morava em São Luís do Quitunde, não tinha registro de comorbidades e faleceu no HGE; o homem de 54 anos, que morava em Teotônio Vilela, também não tinha registro de comorbidades e faleceu no HGE; o homem de 66 anos, de Atalaia, não tinha registro de comorbidades e faleceu no HGE; e o homem de 77 anos, de Paulo Jacinto, era doente renal crônico e faleceu no HGE.