Alagoanos morrem em acidente com ônibus que seguia de Maceió para São Paulo

COMPARTILHE
Por: Array / Com G1/MG  Data: 21/01/2019 às 05:40
Fonte de Imagem: Cortesia PRF/MG

Segundo a PRF, local conhecido como ‘curva da morte’ fica no mesmo trecho onde pessoas morreram em acidentes com ônibus irregular em 2017 e 2018

Um jovem de 20 anos e uma mulher de 46 anos morreram na madrugada do domingo (20) em um acidente envolvendo um ônibus que transportava passageiros de Maceió para São Paulo. O veículo perdeu o freio e tombou na pista, na altura do km 87, em Serra do Salitre, Alto Paranaíba.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus fazia o transporte clandestino de 48 passageiros e contava com dois motoristas. Cinco pessoas foram levadas com ferimentos leves para o hospital da cidade.

Outros ocupantes do ônibus foi encaminhados para o ginásio poliesportivo da cidade até que cada um fosse encaminhado para a cidade de origem ou consiga seguir viagem.

Um dos motoristas, um homem de 46 anos, foi levado para a Delegacia da Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

Além de não ter autorização para fazer a linha entre Alagoas e São Paulo, o ônibus estava com os pneus carecas e aparentava más condições, conforme a PRF.

A polícia também apurou que cada passageiro teria pago R$ 400 para fazer o trajeto entre Maceió e São Paulo. A princípio, a PRF informou que o grupo teria saído de Arapiraca, também no estado do Alagoas, mas informação foi corrigida no final da manhã.

‘Curva da morte’
Em 2017 e 2018, acidentes também deixaram mortos no mesmo trecho em que o ônibus tombou neste domingo. Contudo, nos casos anteriores, os veículos caíram valas e, no acidente atual, o ônibus permaneceu na rodovia, que está em obras.

Em setembro de 2017, um ônibus que fazia o transporte clandestino de passageiros entre Alagoas e a capital paulista deixou seis pessoas mortas depois que o motorista perdeu o controle de direção na “curva da morte”, como é conhecido o local. Dezenas de pessoas ficaram feridas.

Quase um ano depois, em agosto do ano passado, novo acidente: o transporte, também clandestino, capotou, caiu em uma vala e deixou quatro mortos no km 66. O ônibus seguia de São Paulo (SP) para o Ceará.

No final do ano passado, o trecho entrou em obras de melhorias.