Alagoano de Arapiraca é preso tentando passar dinheiro falso em PE

Pedreiro foi autuado com cinco notas falsas de R$ 200 quando tentava aplicar o golpe

COMPARTILHE
Por: AlagoasWeb com LeiaJa  Data: 27/01/2021 às 09:09
Fonte de Imagem: PF
Pedreiro foi autuado com cinco notas falsas de R$ 200 quando tentava aplicar o golpe

Um alagoano de 30 anos, natural de Arapiraca, foi preso em flagrante ao tentar passar R$ 1.000 em notas falsas no mercado público de Carpina, no interior de Pernambuco. Antes de ser autuado com cinco notas de R$ 200, na segunda (25), ele foi detido por populares, mas fugiu e chegou a jogar parte da quantia na rua.

Comerciantes suspeitaram do consumidor e repassaram suas características físicas para a Polícia Militar. Após ser identificado, ele correu e atirou duas notas no chão, entretanto foi alcançado e detido. A PM encontrou mais duas cédulas falsas em seu bolso.

Um peixeiro, que trabalha na região do mercado, informou que o detido havia comprado R$ 25 em sua barraca. Ele pagou a negociação com duas notas, uma de R$ 200 e outra de R$ 5, com intuito de agilizar o troco e evitar suspeitas.

Ao receber o troco de R$ 180, em dinheiro verdadeiro, o homem golpista foi embora levando a mercadoria, sem levantar suspeita.

Em uma barraca de carne, o criminoso tentou fazer mais uma vítima, mas a compra de R$ 40, com mais uma nota falsa, foi percebida pelo vendedor, que o deteve junto com a população. Ele conseguiu se evadir do local e, ao ser abordado, não possuía nenhuma quantia verdadeira. O suspeito acredita ter sido furtado pela população quando foi descoberto no açougue.

Morador de Arapiraca, o pedreiro não possui antecedentes criminais e confessou o crime ao admitir que repassaria as cédulas no comércio de Carpina. Apesar da denúncia de outros integrantes no golpe, ele informou que agiu sozinho e as cinco notas falsas foram adquiridas por R$ 40 cada, na ‘feira do troca’ no município alagoano.

O golpista foi encaminhado à sede da Polícia Federal, no Centro do Recife, onde foi autuado por introduzir em circulação nota falsa. Caso condenado, as penas podem variar de 3 a 12 anos de prisão, além de multa.

O homem passou por audiência de custódia e responderá ao processo em liberdade.