Acusado de matar mulher e ferir três pessoas por vingança é condenado a 33 anos

COMPARTILHE
Por: TJ Alagoas  Data: 13/05/2022 às 11:12
Fonte de Imagem: Ed Alves/CB/D.A Press

O Tribunal do Júri da 9ª Vara Criminal de Maceió condenou, nesta quinta (12), o réu Antônio Fernando da Conceição por homicídio contra Luêdja Marques Galdino e tentativa de homicídio contra Hosana Salustiano Galdino. O julgamento foi conduzido pelo juiz Guilherme Bubolz Bohm, que fixou a pena em 33 anos e 4 meses de reclusão.

O júri popular absolveu o réu Antônio das acusações de tentativa de homicídio contra Thiago Felipe de Melo e Nemias de Oliveira Galdino.

Segundo o juiz, o réu agiu de forma premeditada, pois planejou os crimes com outras pessoas, definindo qual seria a participação de cada um no crime. “Ajustou com outras pessoas que estes ficariam responsáveis por dar cobertura à sua pessoa e ao outro atirador, em um veículo Saveiro, nas proximidades da porta da residência das vítimas”, apontou o magistrado.

A decisão ainda aponta a ousadia com que o crime foi praticado, “com invasão do domicílio das vítimas, em período próximo do habitual repouso noturno (20h30), com o réu buscando vítima por vítima nos cômodos da casa, revirando móveis e gritando que era para matar todo mundo e não deixar ninguém vivo”. O réu deverá cumprir a pena em regime inicial fechado, não podendo apelar em liberdade.

O réu Claudemir Ferreira Vicente também é acusado dos mesmos crimes, porém não foi encontrado para citação pessoal, tendo sido citado por edital. Dessa forma, o processo quanto a ele foi suspenso.

Entenda o caso
O crime ocorreu no dia 20 de novembro de 2014, no bairro do Jacintinho. Antônio chegou em uma moto pilotada por Claudemir e efetuou diversos disparos de arma de fogo contra a vítima Thiago, que pulou uma janela da residência e conseguiu fugir.

De acordo com relatos das testemunhas, Nemias foi atingido por um tiro no braço. Em seguida, os réus entraram na residência através da janela que Thiago usou para fugir e atingiram a vítima Hosana no rosto enquanto ela estava deitada com a filha de 3 meses de idade.

Os réus saíram para recarregar as armas, momento que Hosana, mesmo baleada, conseguiu colocar a filha nos braços e ir até a área de serviço, encontrando sua irmã, Luêdja, e a mãe delas. Hosana colocou a filha pela laje e pulou junto, dizendo que iria buscar ajuda.

Em seguida, Antônio apareceu e atingiu Luêdja, esposa de Thiago, com um tiro na cabeça. Consta nos autos que os quatro filhos de Luêdja estavam na residência. A motivação do crime teria sido por vingança, pois a vítima Thiago teria supostamente participado do homicídio de um amigo dos réus, no início de 2014.