6 dicas para aumentar a sua privacidade online

Atualmente, a internet se tornou uma grande aliada no nosso dia a dia. O efeito do isolamento social causado pela pandemia do Covid-19 potencializou o uso dessa ferramenta para as atividades cotidianas. Porém, alguns cuidados são necessários para que você tenha mais segurança online O que é privacidade online e por que ela é necessária?

COMPARTILHE
Por: Divulgação  Data: 03/09/2020 às 05:37
Imagem:

Atualmente, a internet se tornou uma grande aliada no nosso dia a dia. O efeito do isolamento social causado pela pandemia do Covid-19 potencializou o uso dessa ferramenta para as atividades cotidianas. Porém, alguns cuidados são necessários para que você tenha mais segurança online

Immagine gratuita di acquistare, acquisti online, acquisto
O que é privacidade online e por que ela é necessária?

Privacidade online nada mais é que a capacidade de navegação segura com o controle dos dados que são compartilhados na rede. 

Quem não gosta de privacidade? Até mesmo aqueles que amam expor as suas vidas são reservados em alguns aspectos. Por exemplo, ninguém compartilha documentos ou informações bancárias por aí para qualquer pessoa. No mundo virtual, esta cautela deve ser mantida, porém, este processo pode ser um pouco mais difícil, já que algumas empresas podem compartilhar seus dados com outras sem que você tenha conhecimento. 

Alguns problemas enfrentados comumente pelos usuários relacionados a falta de privacidade online são: 

Anúncios direcionados

Você já pesquisou sobre um produto no Google e nos dias seguintes diversos anúncios com ofertas apareceram na sua página? Isto ocorre por que o Google, assim como outros mecanismos de busca, cria uma persona do cliente com base na navegação, compras e nas preferências de mídia social.  Eles geralmente coletam: histórico de busca, Endereço IP, histórico de cliques e cookies (códigos que informam as suas preferências de navegação). 

Roubo de identidade

Apesar deste tipo de crime ser antigo, a internet facilitou a ação de hackers para a obtenção das informações das vítimas. Uma maneira muito utilizada pelos hackers para adquirir informações é através do phishing. Neste tipo de ação os golpistas enviam e-mails falsos contendo um link para o usuário e solicitam que a página seja preenchida com os dados (como informações bancárias, CPF ou RG). 

Dicas para incrementar a sua privacidade online
1. Não acesse links suspeitos

Para evitar o phishing, sempre duvide de links que solicite informações desnecessárias, afinal o seu banco não irá enviar e-mails para resolver problemas de cadastro ou realizar atualização de dados. Antes de clicar em links suspeitos, passe o cursor sobre o link para visualizar o URL e observe se este corresponde a página que você utiliza usualmente para realizar as suas transações.

2. Instale uma VPN 

Uma VPN (Rede privada virtual) permite que o dispositivo esteja conectado a internet e mantenha anônimo o seu endereço IP (que é a identificação do seu aparelho no mundo virtual) bem como as informações compartilhadas por eles. Isto por que, com o uso do VPN o acesso se dá através de um túnel criptografado que permite a não identificação dos seus dados por terceiros e a camuflagem do seu endereço IP, por que o endereço IP utilizado para acessar a internet é o da VPN e não o do seu dispositivo.

3. Utilize um bom firewall e antivírus nos seus aparelhos

Um firewall é um software que cria uma parede de segurança no seu equipamento, impedindo o ataque de hackers ou softwares maliciosos ao seu computador. Por outro lado, um antivírus é essencial para evitar a ocorrência de vírus oriundos da internet. Logo, sempre mantenha estes atualizados e verifique regularmente o seu dispositivo. Ambos os softwares são essenciais para evitar o crime de roubo de identidade mencionado acima, pois os criminosos cibernéticos também obtêm informações através de malwares.  

4. Rastreio de cookies 

Para reduzir os problemas ligados ao mecanismo de busca e os anúncios direcionados, opte por bloquear o rastreio de cookies no seu navegador.  

5. Cuidados com redes sociais

As redes sociais também são alvos de golpistas, por isso: evite a exposição máxima da sua vida pessoal; utilize perfis privados; e nem preencha dados como data de nascimento, endereços e outras informações que podem ser utilizados para roubo de identidade. 

6. Utilize senhas fortes 

Não apenas para as suas redes sociais como também para e-mails e computadores, escolha senhas fortes, que tenha letras, números e símbolos. Além disso, evite utilizar a mesma senha para todas as contas.