37 anos após ser vendido pelo próprio pai, homem reencontra família pelo Facebook

COMPARTILHE !!
Por: SNB com Diário do Nordeste  Data: 11/11/2022 às 10:48
Imagem: Reprodução

Um filho vendido pelo próprio pai no Paraná conseguiu reencontrar a família biológica agora, 37 anos depois. Parece roteiro de novela, mas não é! O reencontro do Gilberto Leite, de 41 anos, com a mãe e os irmãos foi emocionante.

Eles fez uma publicação no Facebook com uma foto atual e outra de quando era criança. No post, Gilberto contou o pouco que sabia sobre a vida dele antes da adoção e disse que só soube na adolescência, quando tinha 14 anos, que era adotado. E um comentário de uma seguidora mudou tudo.

“Um dia uma moça me mandou mensagem falando: ‘Meu tio tem uma história de um irmão que sumiu muito parecida com a sua. Sumiu com dois anos de idade e se chamava Dominique, você não quer conversar com ele?”, contou Gilberto, que hoje vive na Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

A verdade
Gilberto descobriu aos 14 anos que além de ser adotado, seu nome era Dominique. Mesmo com muitas informações desencontradas, ele cresceu com a dúvida do que realmente teria levado a família a colocá-lo num abrigo.

Os pais adotivos de Gilberto contaram que os pais biológicos dele sofreram um acidente de carro e morreram. Ainda bebê, ele ficou sob os cuidados dos avós e por não terem condições de cuidar da criança, eles teria colocado o pequeno Gilberto para a adoção.

“Fiquei revoltado. Fiquei pensando: ‘Poxa, porque foram me dar? Foram me jogar? Não quiseram ficar comigo?”, questionou.

Semelhança com homem da foto
Ainda jovem, com ajuda dos pais adotivos, Gilberto tentou encontrar a família, mas sem sucesso.

Anos depois, desta vez incentivado pela esposa, ele decidiu usar as redes sociais para encontrar os irmãos. Ele conta que uma das publicações teve mais de 11 mil compartilhamentos.

Até que um dia, ao receber a mensagem de um homem, Gilberto olhou a foto de perfil e se surpreendeu com a semelhança física entre eles.

“Quando eu olhei aquela foto eu pensei: ‘Nossa, sou eu mais velho aqui’. Ele passou o endereço da casa dele, peguei o carro na mesma hora e fui”, relembrou.

O reencontro com a família
Até que finalmente o grande dia chegou. Após visitar o irmão e confirmar a semelhança, Gilberto foi levado para a casa da mãe biológica, Izabel Vengue Martins. Ele contou que há pouco tempo ela havia perdido um filho, chamado Patrick, mais parecido ainda com ele.

Apesar da semelhança, Gilberto decidiu fazer um exame de DNA para confirmar o parentesco. “Não queria ficar com essa dúvida no meu coração. Fiz o DNA e deu 99,99%. Depois disso, foi só conhecer o resto da família. Uma época eu estava chorando que não tinha irmão, não tinha uma pessoa com quem conversar, e agora tenho mais de 10 irmãos”, afirmou.

Revelação da verdade
E foi nesse reencontro que Gilberto finalmente soube a verdade. A mãe contou a ele que a família enfrentava problemas financeiros e que, um dia, enquanto ela estava fora, o pai biológico o vendeu para um homem.

“Minha mãe saiu desesperada me procurando, e a história estava quase chegando neste homem [que comprou a criança]. Ao invés de me devolver para minha mãe, ele resolveu me dar para um orfanato, e mandar sumir comigo, arrumar uma família para mim”, contou Gilberto.

Agora, depois de toda essa saga, Gilberto não quer mais se desgrudar da mãe e dos irmãos. Como não tem como recuperar o tempo perdido, o jeito é aproveitar cada segundo da família reunida.