O tratamento da asma com base na molécula de veneno de peixe está sendo investigado pelo Butantan.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Uma recente pesquisa no Instituto Butantan traz novas perspectivas para o tratamento da asma.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

O estudo revela que o peptídeo TnP, proveniente do veneno do peixe niquim, mostrou resultados promissores em testes com modelos animais.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

O peptídeo TnP foi derivado de uma proteína anti-inflamatória do veneno do peixe niquim.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A pesquisa comparou animais asmáticos tratados com TnP e dexametasona, um fármaco comum, com animais não tratados.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Os resultados demostram que o TnP diminui mais de 60% das células inflamatórias e danos pulmonares, incluindo uma redução de 100% nos eosinófilos.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Além de reduzir a inflamação, o tratamento com TnP atenuou a remodelação das vias aéreas e a presença de muco nos pulmões, características cruciais na asma.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A asma, uma doença crônica que afeta milhões globalmente, causa um grande número de mortes anuais, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Criação:  Aléxia Silveira

Imagens:  Divulgação

Imagens:  Divulgação