Jovens e cigarros eletrônicos: um problema crescente no Brasil.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Fotos: Reprodução/Divulgação 

O Senado Federal planeja uma audiência pública para discutir a regulamentação dos cigarros eletrônicos no Brasil.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Uma pesquisa da Universidade Federal de Pelotas revelou que um em cada cinco jovens brasileiros usa cigarros eletrônicos, principalmente aqueles com idades entre 18 e 24 anos.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A necessidade de regulamentação no país permite a venda livre desses dispositivos nas ruas, o que especialistas pensam como arriscado.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A ausência de regulamentação também dificulta a fiscalização, tornando difícil controlar a entrada e a qualidade dos produtos.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Nos países com regulamentação, a taxa de uso por menores de 18 anos é menor, contrastando com os 16,8% no Brasil.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A audiência pública busca discutir a importância da regulamentação dos cigarros eletrônicos no país, com foco na proteção da saúde dos jovens.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A Anvisa está em processo de discussão regulatória, mas só divulgará informações após a conclusão desse processo.

Criação:  Aléxia Silveira

Imagens:  Divulgação/ Internet