Glitter foi proibido na União Europeia para venda e uso

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Na terça-feira (17), a União Europeia proibiu a venda de glitter, em conformidade com uma lei que proíbe microplásticos em cosméticos e utensílios domésticos.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

O glitter plástico solto foi banido desde essa data, enquanto outras categorias têm prazos diferentes para se adaptarem.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Glitter para cosméticos com enxágue será válido até outubro de 2027, e sem enxágue até outubro de 2029.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A purpurina em produtos de lábios, maquiagens e unhas poderá ser vendida até outubro de 2025.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Quanto aos produtos que já estão em circulação a recomendação é de que eles não necessitam ser retirados do comercio.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

Empresas devem alterar ingredientes até as datas limites, e após 2031-2035, cosméticos com microplásticos precisarão de rótulos específicos.

Fotos: Reprodução/Divulgação 

A proibição do glitter na União Europeia é parte do Pacto Ecológico Europeu, um plano que busca tornar a Europa climaticamente neutra até 2050.

Criação:  Aléxia Silveira

Imagens:  Divulgação/ Internet