TAÇA DAS FAVELAS FREE FIRE 2021: Seleção Alagoana É Definida E Se Classifica Para a Próxima Etapa Do Campeonato

COMPARTILHE
Por: Divulgação  Data: 22/11/2021 às 10:15
Fonte de Imagem: Reprodução

Originado pela Taça das Favelas de Futebol, fundada e promovida pela CUFA (Central Única das Favelas), a Taça das Favelas de Free Fire deste ano vivencia sua 2ª edição em um formato totalmente reformado e ainda maior. 

O torneio que une comunidades do Brasil inteiro teve seu início no dia 1 de novembro, com as etapas estaduais que aconteceram até ao dia 21 deste mês para definir os times vencedores aptos para disputar a próxima etapa, o nacional. A seleção da Vila dos Pescadores foi a grande campeã da etapa regional e vai representar o estado de Alagoas na etapa seguinte, que acontecerá entre os dias 26, 27 e 28 de novembro. 

O evento acontece com a parceria de instituições importantes como Itaú Unibanco e também pela a maior organização brasileira de esportes, a LOUD. Ao todo, foram 1296 favelas, de 27 estados inscritos por meio do site oficial da Taça das Favelas Free Fire, que abriu as inscrições para os times interessados do país inteiro, bem como teve a definição das favelas participantes nos dias de 23 a 28 de setembro. 

Para se ter uma noção, o estado de Alagoas registrou ao total de 105 favelas da capital e interior cadastradas. O número impressiona ao mesmo passo que revela o predominante e crescente interesse de pessoas por campeonatos de jogos eletrônicos. A revelação dos nomes das favelas participantes do evento e abertura das inscrições dos jogadores aconteceram entre os dias 29 de setembro até o dia 13 de outubro, totalizando em 719 jogadores. O número de jogadores resultou em 48 times, cada equipe foi composta por 6 jogadores, sendo que 4 são titulares e os outros 2 jogadores, reservas.

Com a etapa regional de todos os 27 estados participantes definidos, as seleções vencedoras se concentram para a etapa nacional que está por vir em breve, acontecendo no final da última semana deste mês de novembro, como já mencionado, do dia 26 ao 28 de novembro. A grande final do campeonato está prevista para acontecer no dia 4 de dezembro, e sorteará o total em premiações o equivalente a R $100 mil. Você pode acompanhar a transmissão do evento que será transmitida por meio do canal oficial da Taça das Favelas pelo YouTube e também pela BOOYAH! live.

A CUFA, ao longo dos anos, mobiliza jovens de favelas de todo o Brasil, com projetos muito interessantes, ofertando desde de atividades culturais tanto como desportivas. Os esports no momento vivencia sua melhor forma, o desenvolvimento deste setor concentra um potencial de peso. Embora as competições de jogos eletrônicos sejam de certa forma recentes no país, se comparamos a determinados países estrangeiros, já revela-se de imediato um setor pra lá de promissor.  

Confira o clipe oficial da Taças das Favelas Free Fire 2021: 

Taças – Guxta ft. Bivolt, Jovem Dex 🏆 (Hino Taça das Favelas Free Fire 2021)

Pesquisas realizadas pelo Data Favela apontam que 96% dos jovens de comunidades do Rio de Janeiro, que foram entrevistados, alegam que desejariam se tornar jogadores profissionais de Free Fire. Dos jovens de até 15 anos o percentual é ainda superior, com 100% dos jovens afirmando ser um sonho tornar-se um jogador profissional de Free Fire. A versão mobile do jogo é uma verdadeira febre no Brasil,  abrangendo um número expressivo de jogadores por ser um jogo leve para se jogar em praticamente todos os aparelhos de celulares, o que o torna tão inclusivo. 

Com a ascensão dos esports no Brasil, que conquista um espaço que comprova-se diariamente ser merecedor, mobiliza outras facetas que o setor agrega. Campeonatos de jogos eletrônicos mobilizam muito além de times e organizações, como também o que faz desta mobilidade a razão maior para o evento existir: os espectadores. O público, também conhecido por torcedores, exerce um papel fundamental para as organizações de esports do Brasil. A Rivalry acompanha de perto este setor, e está a par sobre tudo o que ronda o universo de esports e sobre os campeonatos de jogos mais queridos do momento pelo público, como é o caso de Free Fire.

Eventos como este criado pela CUFA conservam um importante impacto social. Muitas pessoas são exemplos vivos de terem suas vidas transformadas, da água para o vinho, pelo jogo Free Fire. Diversas personalidades do jogo que hoje estão em um patamar de elite carregam na bagagem uma realidade passada já bem diferente do que hoje foi alcançado. O que talvez sirva de inspiração para muitos jovens de realidade semelhante a se dedicarem no setor “pro-gamer”, já que 74% por cento dos 1.116 entrevistados acreditam possuir capacidade para se tornar um jogador profissional no futuro.