Sem saber, homem guardou por 6 anos pedra mais valiosa que ouro

COMPARTILHE
Por: R7  Data: 12/12/2021 às 19:08
Fonte de Imagem: The Sun

Um homem não soube como reagir ao saber que uma estranha pedra que guardava em casa, na verdade era um fragmento de meteoro extremamente valioso.

Tudo começou em 2015, quando o australiano David Hole procurava ouro em um parque perto de Melbourne — o local foi sede de uma corrida febril pelo ouro no país, em meados do século 19.

Durante as buscas, ele encontrou a rocha, que pensou ser ouro. Mas não conseguiu retirar a camada externa, e assim a guardou em casa durante todo esse tempo.

Durante o período, ele tentou de tudo para retirar ao menos uma lasca do mineral: marretadas, furadeiras, o jogou no chão com toda a força.

A resistência e o peso “muito incomum” de 17 kg da rocha deixaram o garimpeiro amador muito curioso.

A questão só foi respondida após uma visita ao Museu de Melbourne, onde uma dupla de geólogos descobriu que se tratava de algo bem mais raro e valioso que ouro.

Segundo o jornal Sydney Morning Herald, em 37 anos de checagens no museu, essa é apenas o terceiro fragmento de meteoro identificado pelo geólogo Dermot Henry, o especialista local.

Os testes afirmaram que trata-se de um fragmento de meteorito de 4,6 bilhões de anos, que está na Terra há pelo menos 1.000 anos.

Normalmente esse tipo de material é extremamente valioso e apreciado por diversas indústrias, mas não foi revelado pelo jornal quanto a rocha pode valer no mercado local.

Análise revelou que a pedrona era um meteoro de 4,6 bilhões de anos
Reprodução/Museums Victoria (via Mirror)