Renan Calheiros vira réu por injúria e difamação após queixa-crime de Lira

COMPARTILHE !!
Por: iG  Data: 07/01/2023 às 09:09
Imagem: Reprodução

A 1ª Vara Criminal de Brasília acatou uma queixa-crime do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que se tornou réu pelos crimes de calúnia, injúria e difamação.

A denúncia foi feita por Lira após publicações feitas pelo senador nas redes sociais, em abril de 2022, nas quais Calheiros criticou a atuação do presidente da Câmara durante as eleições em Alagoas. Eles são adversários políticos no estado.

Na ocasião, o senador comemorou a decisão do Tribunal de Justiça de Alagoas por ter derrubado a liminar que suspendia a realização de eleições indiretas para o cargo de governador, após as renúncias de Renan Filho e seu vice.

Nas redes sociais, Calheiros acusou Lira de tentativa de golpe. “Quarteladas, afrontas aos poderes e desacato às decisões judiciais são condutas de tiranos em qualquer lugar. O TJ-AL acaba de incinerar o golpe de Arthur Lira para impedir as eleições para o governo de Alagoas na forma da Constituição”, escreveu o senador.

Lira rebateu, dizendo que o senador “entende bem” de golpes. “Em Alagoas, achaca e interfere nos poderes, desrespeita a vontade popular e quer fazer do Estado a extensão do seu latifúndio. Não conseguirá!”, afirmou.

A queixa-crime foi acolhida pela Justiça em 16 de dezembro. Calheiros recebeu, então, o prazo de 10 dias para que sua defesa se manifestasse. Também foi determinado que o senador removesse as publicações feitas sobre Lira nas redes.