PRF prendeu quatro pessoas por receptação de veículo em Alagoas só nesta terça, dia 15

COMPARTILHE
Por: Com PRF/AL  Data: 16/03/2022 às 14:25
Fonte de Imagem: PRF/AL

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu quatro pessoas, nesta terça-feira (15), por receptação. Os casos aconteceram em Palmeira dos Índios e Rio Largo.

A primeira ocorrência aconteceu durante a manhã. Por volta das 11 horas, no km 94 da BR-101, a PRF abordou uma motocicleta Honda NXR e, ao consultar os sinais identificadores do veículo, foram constatados indícios de adulteração. A moto original possui a placa atualizada do modelo Mercosul do município de São Paulo e estava com lacre falso. O motorista informou que havia comprado a moto pela internet há cerca de 5 dias no valor de R$ 5 mil.

No inicio da tarde, uma equipe abordou uma motocicleta Honda CB e, ao verificar os sinais identificadores, foi constatado que havia indícios de adulteração, mas não foi possível identificar o veículo original. O condutor informou que havia comprado a moto pela internet há cerca de 3 meses pelo valor de R$ 3.500,00 em dinheiro.

O terceiro caso, também registrado em Rio Largo, no km 77 da BR-101, por volta das 19 h, a PRF abordou uma motocicleta CG, de cor preta, e após fiscalização, foi constatado que o veículo possuía Boletim de Ocorrência (BO) por roubo/furto registrado em 11 de dezembro de 2021, em Maceió. O motorista informou o nome do vendedor do veículo e disse que comprou a moto por R$ 8 mil.

Já em Palmeira dos Índios, no Km 167 da BR 316, policiais abordaram um veículo Volkswagen Gol. Durante as consultas, foi verificado que o veículo estaria em nome de uma locadora. No entanto, o motorista afirmou ser de sua propriedade e relatou que havia comprado o carro no dia 10 de março deste ano, em uma feira no bairro de Ponta Grossa, em Maceió.

O homem disse ainda que estava indo para o município de Major Isidoro, onde iria vender o veículo.
Em todos os casos, os envolvidos foram presos e encaminhados à polícia judiciária para realização das medidas cabíveis.